13 de set de 2009

Até o fim

Suas rugas não dizem idade
E sim cumplicidade
Seus caminhos tortos
Seus passos em falso
Tudo isto é fato
Mas toca como flauta em meus pensamentos
Seus cabelos, já não tão castanhos
Já tão brancos
Já nem tantos
Não assustam
Me instigam
Seu modo sensato em dizer apenas o necessário
Às vezes nem o necessário
Me calam
E fazem-me observar
Ao léu
Distante
Nossas mãos já não tão lisas
Mostram que amadurecemos
Mas elas continuam a andarem juntas
Todas as manhãs pelo parque
Uma parada no banco da praça
Um beijo carinhoso no rosto
E a volta para casa
Passamos o dia juntos
E a noite também
Não tão quente como antes
Não tão criativa como fomos
Mas juntos, como planejamos

2 comentários:

João Eduardo Q. C. disse...

Menina, belo desejo para a melhor idade. Vislumbrar como desejamos o futuro com alguém que escolhemos como companheiro é muito salutar.

Super beijo!

Anônimo disse...

nicete bruno x paulo goulart...por acaso foram fonte de inspiraçao?

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP