26 de nov de 2008

Não são, ou são?

Indivíduo estranho este
Que aparece sem ser chamado
Que adivinha sem saber
Que entra sem bater
Que não sabe o que fazer
Coisa estranha é esta
Que me invade sem pedir
Decide em insistir
Me pede para sair
Mas não me deixa refletir
Mundo estranho este
Que avisa quem devo ser
Escolhe que roupa devo vestir
Mas não me deixar sair...
Para os loucos neste mundo são
São nada mais que muitos poucos
Todos juntos
Num mundo cão
Que não late, mas morde
Que não pede, mas quer
Que decide por você
O que um dia você quer ser

19 de nov de 2008

O Elemento Amor

É tão fácil
Barato
Divino
É tão doce
Frágil
Benigno
É contagioso
Prazeroso
Intenso
É algo que não nos custa
Mas que por muitas vezes pagamos por ele e aí sai caro
Ele vem dentro de nós
Não precisamos negociá-lo
Ele está aqui, à disposição
Para todos que nos cercam
Para todos que encontramos
Ame sempre e muito
Não por obrigação
Por vontade
Por espontaneidade
O amor só vale quando não determinamos ou impomos condição
Ele é gratuito e só sai caro se você pagou por um falso amor

12 de nov de 2008

PARA AVISO GERAL

Eu fiz o texto dia 10, mas o niver do BLOG é HOJE, dia 12/11!
Agradeço a todos que sempre dão uma passadinha por aqui, deixam seu comentário, sua crítica, ou apenas passam anonimamente...
Fico muito feliz :)))

Bjs a todos!!!!!

10 de nov de 2008

1 aninho!!!!!

Por aqui
Deixei sentimentos
Momentos
Vontades e desejos
Por aqui
Chorei
Sorri
Vivi
E por um ano compartilhei o que senti
É por isto que renovo desde já
Meu espaço
Agradecendo a todos que passaram
A todos que comentaram
E a todos que de alguma forma me ajudaram
Começou quietinho
Como quem não quer nada
E agora
Já faz parte do meu dia-a-dia
Fico feliz e ao mesmo tempo surpresa
O que era para ser apenas um desabafo
Tornou-se um grande espaço
Realizada e feliz
Aqui estou
E para mais um ano eu vou!!

Do começo

Zero
Branco
Novo
Limpo
Para começar
Tudo de novo
Sem apelo
Sem atropelo
Sem pressa
Sem desespero
Tudo calmo
Tranquilo
A espera
Sem cansaço
Tudo pronto
No ato
Recomeço
Do começo
Primeiro passo
De muitos outros já passados

2 de nov de 2008

Persistência

Posso ser insistente ou intrigante
Posso ter a cor de diamante, ou ser a jóia mais rara
Você nunca vai saber
Mas sabe algo que eu não vou saber?
Como é você!
Como seria o seu olhar de amigo
O calor de um abraço, umas palavras para rir

Um cinema, um teatro, um chope e dois pastel
Conversas sem pé nem cabeça
E tudo isto porque nao sei onde tudo começou
Ou terminou!
Provavelmente em algum momento que se perdeu...
E quando digo amizade, é amizade mesmo
Daquelas gostosas que não tem hora para começar e nem para acabar
Daquelas que não cobra, só dá...
Não sei onde está o erro
E nem sei se erro tem
Só sei que da minha parte
Fiz tudo o que estava e até além
Hoje me despeço, mas não de você
E sim de tudo isto que nos fez assim
Como dizem por ai...
O mundo dá voltas
Só não sei quantas mais terá que dar
Para chegarmos a nos encontrar

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP