30 de jun de 2008

O não ser

As pessoas não se falam
Não se olham
Não se comprimentam
Não se vêem
Vêem seus livros
Seus celulares
Suas bolsas
Suas carteiras
Não vêem que somos únicos
Mas não somos seres individuais
Somos do Universo
E um dia voltaremos para ele
Estas pessoas que não se falam
Não se olham
E não se vêem
Não vêem que somos muito mais
do que isto
Não vêem que um "oi"
Não doi
Não mata
Mas pode salvar vidas!

27 de jun de 2008

Em outra cidade

Queria te encontrar
Te tocar
E te mostrar
Que a vida é bela
Que o amor existe
E que a dor nunca desiste
Mas temos que lutar contra ela
Queria te dizer
Que tudo o que eu vi nos filmes na tevê
Não são verdade
Fazem parte de um grande faz de conta!
Queria te abraçar bem forte e te dizer mais uma vez
E quantas vezes mais fosse preciso o quanto te amo
Queria mostrar minhas novas conquistas
E aquele sonho que eu tanto lutei para conseguir e que agora aconteceu
Queria contar minhas estripulias
Minhas artes e meus segredos
Pedir sua opinião
Te pegar pela mão e te levar para dar uma volta
Queria encostar a minha cabeça no seu ombro como fazia quando criança
E mexer no seu nariz só para você falar: “para com isto, por favor, você sabe que não gosto que mexam no meu nariz”
Queria te contar isto tudo, mas acho que agora não preciso mais
Sei que está por perto sempre me apoiando e me ajudando
De longe você me olha e me aplaude, mas meus olhos e ouvidos ainda não conseguem te alcançar
Um dia, quem sabe logo
Eu possa te encontrar em meus sonhos
E possamos quem sabe trocar nossas figurinhas
E se tudo isto que eu vivo não for verdade
Volte logo e diga que estava em outra cidade...

26 de jun de 2008

Capítulos

Abri meu livro antigo
E voltei algumas páginas
Achei capítulos nossos
E também algumas falhas
Minhas páginas embora completas estavam vazias
Não achava mais aquela coisa toda boa que vivi
Não encontrava aquele amor em que te vi
Li e reli várias páginas e nada daquele amor
Fechei o livro e reabri
Não encontrei mais página nenhuma escrita
Mas logo de cara vi que já não era o mesmo livro
Era novo
Páginas novas para um novo livro
Vida nova para um novo amor!

23 de jun de 2008

Eu acredito em...

Momentos...
Quentes
Frios
Tristes
Sozinhos
Alegres
Acompanhados
Virtuais
Corporais
Sexuais
E por que não, espirituais?
Acredito em momentos porque são eles que fazem a minha vida ser mais e mais verdadeira.
O momento é uma colcha de retalhos com indeterminados tamanhos, tipos e cores.
Cada cantinho dele é recheado de idéias, perguntas e respostas...
Cada espaço a ser preenchido é uma nova idéia
É o que pulsa nossa vida
E nós somos exatamente os momentos que vivemos
E é por isto que aprendi a aproveitá-los

Só uma dúvida me invade...

Quantos momentos mais será que teremos?

20 de jun de 2008

Surpreenda-se

Quem espera dos outros alguma atitude é porque na verdade não tem coragem para agir
A vida está ai para ser vivida, tentada e experimentada...
O curso que você fez não foi aquilo que você esperava?
Faça outro!
Aquela proposta de trabalho que ia ajudar e muito no orçamento do final do mês não aconteceu?
Tente outra
Você se sente preso numa relação e não consegue sair dela?
Pare de pensar na situação.
É exatamente assim que você sairá dela.
Perdeu o emprego?
Muita das pessoas que eu conheço que perderam um emprego, encontraram outro bem melhor.
Arrisque-se
Exponha-se
Tente
Não perca minutos preciosos da sua vida se preocupando com algo que ainda nem aconteceu!
O agora é seu tempo precioso e não vai ser seu passado que te ajudará no presente.
O passado é um guia para você saber quem é e fazer de você mais forte, mas não para querer que ele volte.
Mude
Surpreenda-se!
As melhores respostas você encontra em suas maiores loucuras!

12 de jun de 2008

Jogo da vida

Quando nos encontramos
Achei que tudo não passava de uma grande brincadeira
Quando saimos,
Tive certeza que era uma grande brincadeira
Depois do segundo encontro
A brincadeira ganhou formas e comecei a me assustar

Foi assim até o nosso quinto encontro
A partir dai, parei de contar
Quando seus olhos diziam para mim que me amavam
A brincadeira mudou de nome!
Do esconde-esconde acabei no pega-pega
E fiquei amarrada em você
Nesta gangorra da vida, te perdi na montanha-russa!
E me perdi no labirinto
Se por brincadeira te amei
Por acaso me escondi
Não encontrei mais saídas no labirinto...
A brincadeira mudou de nome, mais uma vez

Quando nos reencontramos
Tive certeza
Que tudo nao passava de uma brincadeira
Brincadeira para ti!

10 de jun de 2008

1 x 0

Cada acerto
Um erro
Cada passo
Um atraso
Cada beijo
Um medo
Cada medo
Um regresso
Acordei
Renasci
Fortaleci
Estou aqui, pronta!
E você?

5 de jun de 2008

Remédio da alma!

Para dor de cabeça, analgésico
Para gastrite, anti-ácido
Para dor muscular, anti-inflamatório
Infecções, antibiótico
Queda de cabelos, shampoo anti-quedas!
Unhas fracas, óleo de casca de cavalo
Cortes, mercúrio...

Dor da alma
Dor de coração partido
Dor de saudade
Dor de partida
...

Para algumas o remédio ajuda
Para outras só o amor
Ame sempre!!!
Mesmo que seja sozinho
Mesmo que seja um amor tímido
Ame o dia
A noite
A oportunidade
Ame de forma clara
Mesmo que seja calado
Ame para você
E esqueça se alguém não te ama
Quem tem que se amar, é você!

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP