23 de dez de 2008

Amo amando

Te amo ontem
Te amo hoje
Te amo como se hoje e ontem fosse um tempo só
Te amo mesmo sem saber
Te amo por todas as palavras que você não disse
Por todas as flores que não recebi
Por todas as vezes em que você não esteve por perto, porque nem sabia que era eu quem te esperava
Por ter que sorrir quando quero chorar
Te amo porque não sei fazer outra coisa
Te amo pelos abraços
Amassos
E outros passos que ainda nao conheci
Te amo porque descobri que você existe
Por cada pedaço de mim que te espera, nem sempre pacientemente
Eu te amo mesmo sabendo que a poesia será repetitiva, redundante
O amor é redundante
E porque sei que está ai, bem pertinho
E que falta pouco, muito pouco para ficarmos juntos por muito mais tempo
E por te amar tanto, não sei mais o que é gostar...

12 de dez de 2008

Inesperadamente acontece...

Pela troca de olhares
Já sabia
Você não vinha só para passar
Você vinha de mala, para ficar
Para lembrar o que é viver
O que é rir, o que é um abraço

Pela forma que aconteceu
Não tinha como!
Era conto de fadas
E ao mesmo tempo, real
Era um espaço, uma pausa para relaxar
E continuar a caminhada
Um sinal que tem alguém que nos ouve e nos quer bem
Um aviso de que nem sempre o que você pensa que vai acontecer, acontece
E que a surpresa, muitas vezes se torna a sua melhor rotina

4 de dez de 2008

Por um momento

A saudade dá e passa
Mas quando dá dói
Dói pelo momento de não existir mais
Dói por procurar o que já foi
E a sensação do nunca mais
Do impossível
A saudade dá e fica
Com gostinho de quero mais
Com vontade do para sempre
Com o desejo que nunca se apague
A saudade dá e melhora
Os sentimentos
Os momentos de aflição
Faz você e eu pensarmos
Em tudo o que já foi bom

26 de nov de 2008

Não são, ou são?

Indivíduo estranho este
Que aparece sem ser chamado
Que adivinha sem saber
Que entra sem bater
Que não sabe o que fazer
Coisa estranha é esta
Que me invade sem pedir
Decide em insistir
Me pede para sair
Mas não me deixa refletir
Mundo estranho este
Que avisa quem devo ser
Escolhe que roupa devo vestir
Mas não me deixar sair...
Para os loucos neste mundo são
São nada mais que muitos poucos
Todos juntos
Num mundo cão
Que não late, mas morde
Que não pede, mas quer
Que decide por você
O que um dia você quer ser

19 de nov de 2008

O Elemento Amor

É tão fácil
Barato
Divino
É tão doce
Frágil
Benigno
É contagioso
Prazeroso
Intenso
É algo que não nos custa
Mas que por muitas vezes pagamos por ele e aí sai caro
Ele vem dentro de nós
Não precisamos negociá-lo
Ele está aqui, à disposição
Para todos que nos cercam
Para todos que encontramos
Ame sempre e muito
Não por obrigação
Por vontade
Por espontaneidade
O amor só vale quando não determinamos ou impomos condição
Ele é gratuito e só sai caro se você pagou por um falso amor

12 de nov de 2008

PARA AVISO GERAL

Eu fiz o texto dia 10, mas o niver do BLOG é HOJE, dia 12/11!
Agradeço a todos que sempre dão uma passadinha por aqui, deixam seu comentário, sua crítica, ou apenas passam anonimamente...
Fico muito feliz :)))

Bjs a todos!!!!!

10 de nov de 2008

1 aninho!!!!!

Por aqui
Deixei sentimentos
Momentos
Vontades e desejos
Por aqui
Chorei
Sorri
Vivi
E por um ano compartilhei o que senti
É por isto que renovo desde já
Meu espaço
Agradecendo a todos que passaram
A todos que comentaram
E a todos que de alguma forma me ajudaram
Começou quietinho
Como quem não quer nada
E agora
Já faz parte do meu dia-a-dia
Fico feliz e ao mesmo tempo surpresa
O que era para ser apenas um desabafo
Tornou-se um grande espaço
Realizada e feliz
Aqui estou
E para mais um ano eu vou!!

Do começo

Zero
Branco
Novo
Limpo
Para começar
Tudo de novo
Sem apelo
Sem atropelo
Sem pressa
Sem desespero
Tudo calmo
Tranquilo
A espera
Sem cansaço
Tudo pronto
No ato
Recomeço
Do começo
Primeiro passo
De muitos outros já passados

2 de nov de 2008

Persistência

Posso ser insistente ou intrigante
Posso ter a cor de diamante, ou ser a jóia mais rara
Você nunca vai saber
Mas sabe algo que eu não vou saber?
Como é você!
Como seria o seu olhar de amigo
O calor de um abraço, umas palavras para rir

Um cinema, um teatro, um chope e dois pastel
Conversas sem pé nem cabeça
E tudo isto porque nao sei onde tudo começou
Ou terminou!
Provavelmente em algum momento que se perdeu...
E quando digo amizade, é amizade mesmo
Daquelas gostosas que não tem hora para começar e nem para acabar
Daquelas que não cobra, só dá...
Não sei onde está o erro
E nem sei se erro tem
Só sei que da minha parte
Fiz tudo o que estava e até além
Hoje me despeço, mas não de você
E sim de tudo isto que nos fez assim
Como dizem por ai...
O mundo dá voltas
Só não sei quantas mais terá que dar
Para chegarmos a nos encontrar

27 de out de 2008

Inseguro

Inseguro é tudo aquilo que nos deixa fora do chão
É tudo o que passa da vontade e vai para o lado da desgraça
Não desgraça no sentido ruim, mas da vergonha
Do medo do fracasso
Inseguro é todo aquele que nos deixam tensos apenas pelo fato de abrirmos a boca
O outro
O que o outro acha do que a gente acha
É o que nos move, para trás
É o que nos paralisa
É o que nos infantiliza
É aquilo que nos dói
E nos destrói
Insegura sou eu em suas mãos
Doces mãos que me esquecem
E que me enlouquecem
Insegura sou eu quando fora do chão
Quando na zona de conforto me tiram
E decidem por mim que agora é hora de voar!

25 de out de 2008

Dois

Os olhos, são dois
Os ouvidos também
Nossas mãos, pés, pernas...
O corpo costuma trabalhar em duplas
Mas temos um coração apenas
E não imagino como seria se tivéssemos dois
Seria um trabalhão!
Tomar conta duplamente da alimentação
Do colesterol, do triglicerides, etc
Mas o pior mesmo seria se apaixonar duplamente pela mesma pessoa
Se amar alguém com o coração que temos já é complicado
Imagine com dois?
Eu não teria coordenação suficiente para isto
E se um coração amasse uma pessoa e o outro, outra?
É, e a gente vive reclamando do que temos...mas poderia ser bem pior!

22 de out de 2008

Em ritmo

Rostos colados
Intensos
Em perfeita sintonia
No vai e vem do som
No sentir
No tocar
No desejar
Pelos meus poros sinto pulsar
Algo que move e me faz seguir
Estamos juntos
Dançando
Flutuando
Pelos meus poros sinto vida
Vem comigo
Sinta meus passos
Sinta meu corpo
Sinta o som
Liberte-se!
Curta ser só você e eu
Agora e sempre
Vem

19 de out de 2008

Ainda

O amor não compra roupa
Não paga viagens
Não promove ninguém no trabalho
Nem pensa em querer ser o melhor
Nada cobra
O amor esquece muitas vezes de si próprio
E embora ele não tenha preço
Não se compre
É o bem mais desejado
Qualquer um gostaria de tê-lo, incondicionalmente
E de verdade
Quem não tem, jamais saberá o gostinho de senti-lo
Eu ainda sinto
Sua boca em minha
Suas mãos passeando pelo meu corpo
Me sinto em você
Em cada parte que você conhecia de mim
Ainda...

8 de out de 2008

Era uma vez...

E com aquele olhar manso
E seu jeitinho calmo foi se reaproximando
Ela já não sentia mais o corpo arrepiar e nem seu coração estremecer...
Sua pele que por tanto tempo o respirou e esperou, agora observava de longe seus passos
Não entendia para onde isto a levaria, mas pagou para ver.
Os dois livres e desempedidos se encontraram por acaso numa cidade desconhecida, resolveram se conhecer melhor, mas a distância os limitava.
Ela, toda coração tinha a esperança de ficarem juntos.
Ele, pé no chão sabia que o tempo os separaria.
E assim aconteceu...
No começo ela não queria acreditar, mas com o tempo percebeu que era assim que tinha que ser.
Os dois livres e desempedidos se encontraram por acaso numa cidade conhecida e resolveram se reconhecer melhor, mas a distância os limitava.
Agora o tempo já não era problema e nem a distância!
A pergunta era: será que agora vale a pena?
Existem histórias que perdem seu momento e com isto seu encanto também!
Não deixe que ele passe, pois ele não volta!
Não sei se eles ficarão juntos porque na verdade o importante é o que os dois aprenderam com isto e não se no fim a mocinha é salva pelo mocinho.
Talvez este mocinho se transforme em seu melhor amigo e este seja o final feliz!

2 de out de 2008

Sedes perfeito

Não conserte
Não insista
Mas não esqueça...
Sedes perfeito
A perfeição é movimentada por uma vontade
Inconstante de não cair no ridículo
É você contra você mesmo e tendo que se superar
Você se obriga a ser impecável
E ai o que era para ser uma tentativa
Vira uma necessidade
A chance do fracasso limita-se no momento de dormir e olhe lá...
O senso de responsabilidade bate de 5 em 5 segundos e diz "você não é capaz"
Ou será apenas uma semana tumultuada de um mês intenso e uma TPM pela frente?

29 de set de 2008

Por ai

E depois daquele dia
A noite não cabia para ela
Seus olhos brilhavam numa constante que nem o infinito
Traduzia
Seus passos não mais incertos caminhavam
E seu corpo não mais medroso partia
Para outro nível, para outro momento
Sua euforia esboçava ao mesmo tempo desejo e realização
Indizível explicar o que se sentiu
Quando esta força a invadiu
A menina, agora mulher caminha
Em passos largos, firmes e decididos
Com a certeza de que fez aquilo que precisou
E não olhou para trás
Simplesmente seguiu seus instintos
O mais sincero de todos

14 de set de 2008

É ter na mente

Te procuro em livros
Álbuns de fotografia antigos
Te busco
Em gestos, palavras, maneiras
Te peço
Em sonhos, orações
Em cada final de dia
É fato que isto tem que acabar
Eu te amo da forma mais doce e sublime
E sei que de onde estiver também me ama
É hora de desligar
Não pela alma, pois nossas almas seguirão lado a lado para sempre
Mas sim porque temos deveres separadamente
Torceremos juntas e quando tudo começar de novo estaremos prontas para nos aplaudir

7 de set de 2008

Mas nem tanto

Dentro da sua caixa de brinquedos
Um deles escolheu
Não é o que mais gosta
Não é o que mais quer
Mas é o que está sempre à sua disposição
É aquele brinquedo que nunca o decepciona, não quebra, não cansa...
Quando novos brinquedos chegam, este que ele gosta mas nem tanto
fica de lado, esquecido
Mas é só o novo brinquedo perder o gosto da novidade
que aquele largado volta a fazer sentido
Não sei dizer se os novos brinquedos só reforçam o quanto aquele largado é importante
Ou se o brinquedo largado é tolo por aguardá-lo
O que sei é que nenhuma relação de dependência é boa
Pode começar numa brincadeira, mas nem sempre termina nela!

2 de set de 2008

Uffa!

Estou cansada
Cansada de atitude
Da falta dela
Das definições indecisas
Das indecisões definidas
De descansar do cansaço
Espairecer no vazio
Invisibilizar no meio da multidão
Destacar-me diante de alguns
Viabilizar projetos
Esquecer outros
Não pensar ou pensar demais
De esquecer o que tenho para fazer e por conta disto deixar bilhetes espalhados pela casa
De ser despertada por uma máquina e não por uma pessoa para me dar bom dia acompanhado de um beijo!
De receber elogios falsos e críticas verdadeiras...
Ou críticas falsas e elogios verdadeiros, quero atitude, mas me cansei dela também!
De fazer um curso de especialização
Um curso de inglês
Um MBA
Melhorar...melhorar o que?
Sabe?
Cansei de me cansar!

22 de ago de 2008

Permissividade

Eu permito que você venha até aqui e vomite o passado
Permito que você me invada até mesmo quando não quero!
Você abusa de mim
Com suas palavras vazias
E seus pensamentos mundanos
Mas não deixa que eu te devolva na mesma moeda
Qual o medo de ouvir verdades e calar mentiras?
Você abusa dos meus sentidos até eu perdê-los
E eu permito porque não sei como não fazê-lo...
E você entra e despeja suas frustrações como se fossem minhas
São suas, todas elas!!
Não tenho nada a ver com isto
E muito menos com você!

19 de ago de 2008

A pressa e a má digestão

Se for um caminho, é o mais curto
Os passos, os mais rápidos
As decisões, sem pensar
Se for no trânsito, um tumulto
O normal é a pressa
O mundo voa
A informação depois de segundos torna-se obsoleta
E o dia que acaba com você dizendo: "mas já? Segura ai mais meia-hora, ainda nao terminei o que tenho para fazer"
E começa tudo de novo
No mesmo ritmo
No mesmo passo
Passo não, corrida
E quando vê, passou
Passou e você nem viu
Passou o dia lindo
Passou um sorriso que poderia ter ganho
Passou tanta coisa que você não quis ver porque estava com pressa
Pressa de que?
De viver?
Para viver tem que saborear
Sentir cada gostinho
De bom e de ruim
Tem que degustar
Porque má digestão tem aos montes
Mas boa vida, só para poucos!

16 de ago de 2008

Oi, sou sua fã!

: pessoa que tem grande admiração por certo artista popularizado pelo cinema, teatro, televisão, rádio, música, etc.

Sempre fui contra o fanatismo, idolatria ou qualquer coisa que possa parecer descontrole.
Existem os ídolos e os fãs, mas aquelas loucuras que os fãs fazem para ver uma pessoa querida, para mim é descontrole...são pessoas iguais a nós, mas que se tornaram pessoas públicas e ponto.
Pois bem, depois de anos acreditando nisto fui mordida pela picada do fã.
E quando você se vê pertinho daquela pessoa que você acompanha e admira acaba se tornando em fração de segundos mais um daqueles fãs que não sabem o que fazem e o que falam.
Foi assim comigo e meu encontro com Martha Medeiros.
Quando a vi pensei - e agora? o que eu vou falar para ela? Oi, sou sua fã? Extremamente óbvio e sem originalidade...melhor não! Então pensei em outro tipo de abordagem e fui ao seu encontro!
Adivinha o que eu falei? Oi sou sua fã!! Glup, falei!
Simpática, agradável, quis saber o que eu fazia da vida, quis conversar, parecia minha amiga, por um instante até achei que fossemos...rs
Enfim, kit completo fãn: tirei foto, pedi autógrafo, dei beijo, abraço, conversei...a mão suava e tremia tudo ao mesmo tempo.

Resultado? Nada paga você estar ao lado do seu ídolo!

8 de ago de 2008

Vai viver...

Acordei e de cara na tevê estavam falando sobre a abertura do Portal de Órion, é um ponto de referência cósmica, a energia que tece a trama da teia da vida na galáxia.
Em resumo, para os leigos como eu, esta abertura do Portal amplia a intensidade das emoções e desejos em um milhão de vezes. O que você pensar ou desejar para si ou para a humanidade se multiplicará.
Independentemente de ser algo comprovado para os astrólogos, holísticos, tarólogos ou afins, o fato é que pensar no bem, no bom, no melhor para si, para os amigos, para os conhecidos para a humanidade deveria ser normal. Deveria ser intrínseco.
Não precisaria ter um dia específico para pensarmos e falarmos apenas no bem.
É por isto que hoje ao acordar, antes mesmo de saber no tal do Portal, antes de saber do dia especial que foi definido como sendo 08/08/2008 às 8:08h, eu coloquei como meta ser feliz.
Hoje, amanhã, depois e depois e depois.
E ser feliz sem condicionais, sem os "se"s da vida.
Ser feliz porque estou viva e porque quero aproveitar ao máximo isto.
O se atrapalha sozinho.
"Só seria feliz se eu tivesse, se eu fizesse, se eu ganhasse, se eu pudesse..."
Esqueça os "se" eles servem para filmes, peças teatrais, livros, histórias de romance sem fim e não para a vida real.
A vida real está aqui para ser aproveitada
Vai viver, vai ser feliz menino, o que você está esperando para isto?
A vida passar?

6 de ago de 2008

Minhas inviabilidades

O fato é que você tem culpa, mas não integralmente.
Você me estragou
Não sei explicar, mas por culpa sua não consigo amar alguém
E ao mesmo tempo não te amo
Perdi a confiança no amor, perdi aquele encanto que tinha quando eu pensava em estar com alguém
Perdi o brilho no olhar quando falava em namorar, em ter meu complemento
Primeiro achei que tinha perdido isto por te amar e te amar tanto que não sobrava espaço para mais ninguém
Depois comecei a perceber que não te amava mais, que aquilo que eu amei, já foi, já passou e não tem mais volta
Descobri que eu amei aquele cara que esteve comigo naquele período e não você de hoje, cheio de objetivos, ambições e planos
Amei aquele cara simples que ficava feliz com coisas simples, com os pequenos detalhes, que para mim são sempre os maiores
E o desespero aumenta ao ver que este cara morreu e que nenhum conseguiu ocupar seu lugar
Pareço estranha confesso, mas até para mim é estranho ver que este alguém que já foi, ficou aqui
Não sei o que fez, mas agora nada que me aparece, parece ser viável
E nesta inviabilidade fico vagando...

3 de ago de 2008

Você em você

Beijo bocas
Vejo rostos
Abraço pessoas
Sinto seu perfume
Sinto você
Em vários rostos
De várias formas
Me engano em outras bocas
E outras palavras
Para tentar mudar meu rumo
Mas meu rumo é esperar você
Este você que não vem
Este você que todo mundo diz estar aqui
E que eu não encontro
Não quero mais testar você com outros
Quero você em você
Sem ninguém
Só para mim!

31 de jul de 2008

As pedras e as preciosas

Outro dia li uma frase que me deixou pensando...
Falava que todos nós somos como jóias: únicas e valiosas e que andamos por todos os mercados da vida pretendendo que pessoas inexperientes nos valorizem.
Não sei quem é o autor, mas sei que teve poder sobre mim
Quantas vezes depositamos em pessoas que nem sabemos quem são, todas as nossas fichinhas?
E não me refiro a cachos (cachos=rolos, ficantes, paqueras ou afins), me refiro a pessoas que conhecemos no geral e que deixamos nossas vidas em suas mãos.
Precisamos ser conscientes para saber que o único avaliador de nossas jóias somos nós mesmos!
Quem nos conhece mais que nós?
Se você responder qualquer pessoa que não seja você mesmo, meu amigo, sinto muito, você está no caminho errado.
Por mais que a gente saia por ai dizendo que as pessoas nos conhecem, ninguém nos acompanha 24 horas do dia, ninguém sente dores de barriga, calafrios, insonias, cansaço, medo, tristeza, saudade que sentimos em nosso lugar.
Existem pessoas que se pudessem pediriam para passar em nosso lugar, mas infelizmente ou felizmente não existe esta disponibilidade, então o barco é nosso e fica a nosso critério remar ou ficarmos parados esperando por uma onda.
Depositar a nossa avaliação em cima de outra pessoa é esquecer que somos responsáveis por ela e assim sendo damos a possibilidade de culpar o outro sobre nossas decisões o que não é nada agradável ou valioso.
Nos tornamos mais uma pedra no meio da pedregulho...
Portanto, cuide da sua jóia sem deixar que ela mude de dono e perca sua preciosidade!!

25 de jul de 2008

Eu e minha bolinha azul...

Se eu fosse escolher uma cor de bolinha, eu escolheria a azul.
Porém, me avisaram que a única cor que não existe mais é a azul, mas todas as outras foram reformuladas com designs mais modernos, muito mais simples e fáceis de lidar
Só que agora eu encasquetei com a bolinha azul!!!
Eu escolhi a bolinha que está ocupada, que está saindo de linha...
Escolhi aquela que na minha mente era a ideal.
Você é a minha bolinha azul!
Não tem possibilidade, disponibilidade.
E sendo assim não é a melhor opção, aliás, você nunca se ofereceu para ser a minha melhor opção!
E mesmo assim quero!
Tenho tantas outras opções de bolinha, mas quero a azul.
Quantas bolinhas azuis eu vou querer?
Quantas outras bolinhas eu vou jogar fora para tentar a azul?
E você?
Ainda insiste na bolinha azul?

20 de jul de 2008

Brindemos

Por todos os textos que fiz
Por todos os textos que pensei em fazer
Por todas as palavras doces
Dos momentos doces

Por todos os dias que sorri
Por todos os dias que chorei
Por todos os dias que sofri
Por todos os momentos

Por sempre te esperar
Por sempre te amar
Mesmo sem saber
Por aguardar pacientemente todos os dias
Por alguém que nem sei quem é
Mas que guardo com tanto amor
Que até parece que já sei

A todos aqueles que por aqui passaram
E que por aqui deixaram
Um pouco de si
Em um pouco de mim

Por todas as páginas em branco que dedico ao incerto
Ao futuro
E ao presente

18 de jul de 2008

Intrin.seca.mente

Pessoas
Gestos
Frutas
Pele
Nomes
Dias que insistem
E noites que insistem mais ainda que os dias
Poemas
Folhas caídas no chão
Comidas difíceis de engolir
E-mails não respondidos
Beijos
Tristezas
Adeus
Amores
Uma noite mal dormida
Férias não tiradas
Tudo tão ligado e tão junto
Que não conseguimos separar...
Secamente acabam e começam
E os mesmos terminam com gosto de fim

15 de jul de 2008

Podem falar o que for, mas eu...

Acredito no amor porque fui criada com ele
Foi meu amiguinho invisível na infância e tinha até nome: Richard
Eu e Richard confidenciávamos coisas que até Deus duvida
Duvida e ao mesmo tempo acredita
Dividia meus problemas com ele, dizia minhas tristezas e até casamos.
Lembro que trocamos alianças
E dele todo sem graça por conta disto
Depois não lembro mais do Richard me visitar
Nos afastamos
Cresci
Comecei a trabalhar
E acabei esquecendo do meu amor, do Richard
Ai comecei a conhecer outros tipos de amores mais doloridos
Estes ai eu não gostei não
Eles não eram como Richard, não como o meu Richard
Alguns me prometeram amor eterno como ele, mas diferentemente não cumpriram
Outros apenas passaram
E outros me deixaram com gosto de quero mais
Devo admitir que de vez em quando ainda me encontro com Richard, conversamos sobre o passado, o presente e o futuro
Falamos sobre os sonhos que temos ainda e da nossa esperança
As vezes não falamos nada
Só sentimos
Quando me encontro com ele tenho certeza que o amor existe
Eu e Richard somos muito parecidos
Mas ele não sabe que foi ele quem me fez acreditar no amor
Podem falar o que for, mas eu acredito no amor
Acredito porque Richard existe e está aqui pedindo para que eu avise a todos
Que o amor existe
E que o perdão também
E que a vaidade não orgulha ninguém
E agora bem baixinho me diz nos ouvidos que está preparando o nosso café...

Um alguém (mal)criado

Eu viajei
Fui para outro planeta
E te busquei
Procurei todos os meus velhos amores
E te construi
Te igualei em alguns detalhes
Te melhorei em outros
Fiz uma lista
de tudo o que eu queria
E assim, surgiu você
Um você meio programado

Meio enfeitiçado
Determinado

E bagunçado de tantos outros que eu já tive
Uma mistura meio que claustrofóbica de todos eles
Um déjà vu


E por isto te destruí...

11 de jul de 2008

Nós todos em nós

Nós não somos eu e você
Nós somos nós, um todo
O que é na moda
O que pega bem
O que ninguém vai estranhar
Colocamos uma máscara e saimos de casa
Carregamos ela por anos
As vezes por uma vida inteira
E usamos tanto que esquecemos como é ser quem realmente somos.
Já pararam para pensar sobre isto?
Vivemos a maior parte do tempo no faz de conta e quando queremos algo para valer
De verdade, esquecemos
Esquecemos de sentir, de verdade
De amar de verdade
De dizer o que pensamos de verdade
E a nossa verdade fica sendo a verdade dos outros
Ou a ausência da nossa verdade
Nós somos nós
Como fios de nylon entrelaçados, apertados, encolhidos
Como um bando de loucos correndo pelos arredores
Em busca de saída
Sem perceber que a saída está diante do nosso nariz
Que nós seja eu
Que nós seja você
Que "nós" sejam aqueles que simplesmente são
Com ou sem nós!

6 de jul de 2008

Das doses prometidas

Anseio por provar outros sabores
Outros amores
Outras formas de amar

Anseio por tomar cada gole
Do meu amor
Devagar
Calmamente
Sem pressa
Degustando cada parte
Estes sabores
As vezes amargo
As vezes doce
As vezes azedo
Provocam em mim
Um turbilhao de sentimentos
Podem ser quentes
Ou frios
Pode ser uma dose
Ou duas
O que importa é provar
De todos os sabores
Para nao haver dúvidas...

3 de jul de 2008

Conclusõezinhas

Que eu te quero é fato
Que eu te amo é boato
Que eu já perdi
É verdade
Que eu não desisto
Também
Não sei a proporção de você em mim
Não sei onde nos encaixamos
Mas sei que nos relacionamos
Sei que nunca mais soube de você
E nem você de mim
E que nem todas as opções são as melhores
Sei que aquele beijo não foi boato

Mas foi segredo
E segredo eu guardo
Até que se prove o contrário...

30 de jun de 2008

O não ser

As pessoas não se falam
Não se olham
Não se comprimentam
Não se vêem
Vêem seus livros
Seus celulares
Suas bolsas
Suas carteiras
Não vêem que somos únicos
Mas não somos seres individuais
Somos do Universo
E um dia voltaremos para ele
Estas pessoas que não se falam
Não se olham
E não se vêem
Não vêem que somos muito mais
do que isto
Não vêem que um "oi"
Não doi
Não mata
Mas pode salvar vidas!

27 de jun de 2008

Em outra cidade

Queria te encontrar
Te tocar
E te mostrar
Que a vida é bela
Que o amor existe
E que a dor nunca desiste
Mas temos que lutar contra ela
Queria te dizer
Que tudo o que eu vi nos filmes na tevê
Não são verdade
Fazem parte de um grande faz de conta!
Queria te abraçar bem forte e te dizer mais uma vez
E quantas vezes mais fosse preciso o quanto te amo
Queria mostrar minhas novas conquistas
E aquele sonho que eu tanto lutei para conseguir e que agora aconteceu
Queria contar minhas estripulias
Minhas artes e meus segredos
Pedir sua opinião
Te pegar pela mão e te levar para dar uma volta
Queria encostar a minha cabeça no seu ombro como fazia quando criança
E mexer no seu nariz só para você falar: “para com isto, por favor, você sabe que não gosto que mexam no meu nariz”
Queria te contar isto tudo, mas acho que agora não preciso mais
Sei que está por perto sempre me apoiando e me ajudando
De longe você me olha e me aplaude, mas meus olhos e ouvidos ainda não conseguem te alcançar
Um dia, quem sabe logo
Eu possa te encontrar em meus sonhos
E possamos quem sabe trocar nossas figurinhas
E se tudo isto que eu vivo não for verdade
Volte logo e diga que estava em outra cidade...

26 de jun de 2008

Capítulos

Abri meu livro antigo
E voltei algumas páginas
Achei capítulos nossos
E também algumas falhas
Minhas páginas embora completas estavam vazias
Não achava mais aquela coisa toda boa que vivi
Não encontrava aquele amor em que te vi
Li e reli várias páginas e nada daquele amor
Fechei o livro e reabri
Não encontrei mais página nenhuma escrita
Mas logo de cara vi que já não era o mesmo livro
Era novo
Páginas novas para um novo livro
Vida nova para um novo amor!

23 de jun de 2008

Eu acredito em...

Momentos...
Quentes
Frios
Tristes
Sozinhos
Alegres
Acompanhados
Virtuais
Corporais
Sexuais
E por que não, espirituais?
Acredito em momentos porque são eles que fazem a minha vida ser mais e mais verdadeira.
O momento é uma colcha de retalhos com indeterminados tamanhos, tipos e cores.
Cada cantinho dele é recheado de idéias, perguntas e respostas...
Cada espaço a ser preenchido é uma nova idéia
É o que pulsa nossa vida
E nós somos exatamente os momentos que vivemos
E é por isto que aprendi a aproveitá-los

Só uma dúvida me invade...

Quantos momentos mais será que teremos?

20 de jun de 2008

Surpreenda-se

Quem espera dos outros alguma atitude é porque na verdade não tem coragem para agir
A vida está ai para ser vivida, tentada e experimentada...
O curso que você fez não foi aquilo que você esperava?
Faça outro!
Aquela proposta de trabalho que ia ajudar e muito no orçamento do final do mês não aconteceu?
Tente outra
Você se sente preso numa relação e não consegue sair dela?
Pare de pensar na situação.
É exatamente assim que você sairá dela.
Perdeu o emprego?
Muita das pessoas que eu conheço que perderam um emprego, encontraram outro bem melhor.
Arrisque-se
Exponha-se
Tente
Não perca minutos preciosos da sua vida se preocupando com algo que ainda nem aconteceu!
O agora é seu tempo precioso e não vai ser seu passado que te ajudará no presente.
O passado é um guia para você saber quem é e fazer de você mais forte, mas não para querer que ele volte.
Mude
Surpreenda-se!
As melhores respostas você encontra em suas maiores loucuras!

12 de jun de 2008

Jogo da vida

Quando nos encontramos
Achei que tudo não passava de uma grande brincadeira
Quando saimos,
Tive certeza que era uma grande brincadeira
Depois do segundo encontro
A brincadeira ganhou formas e comecei a me assustar

Foi assim até o nosso quinto encontro
A partir dai, parei de contar
Quando seus olhos diziam para mim que me amavam
A brincadeira mudou de nome!
Do esconde-esconde acabei no pega-pega
E fiquei amarrada em você
Nesta gangorra da vida, te perdi na montanha-russa!
E me perdi no labirinto
Se por brincadeira te amei
Por acaso me escondi
Não encontrei mais saídas no labirinto...
A brincadeira mudou de nome, mais uma vez

Quando nos reencontramos
Tive certeza
Que tudo nao passava de uma brincadeira
Brincadeira para ti!

10 de jun de 2008

1 x 0

Cada acerto
Um erro
Cada passo
Um atraso
Cada beijo
Um medo
Cada medo
Um regresso
Acordei
Renasci
Fortaleci
Estou aqui, pronta!
E você?

5 de jun de 2008

Remédio da alma!

Para dor de cabeça, analgésico
Para gastrite, anti-ácido
Para dor muscular, anti-inflamatório
Infecções, antibiótico
Queda de cabelos, shampoo anti-quedas!
Unhas fracas, óleo de casca de cavalo
Cortes, mercúrio...

Dor da alma
Dor de coração partido
Dor de saudade
Dor de partida
...

Para algumas o remédio ajuda
Para outras só o amor
Ame sempre!!!
Mesmo que seja sozinho
Mesmo que seja um amor tímido
Ame o dia
A noite
A oportunidade
Ame de forma clara
Mesmo que seja calado
Ame para você
E esqueça se alguém não te ama
Quem tem que se amar, é você!

31 de mai de 2008

Tim tim!

Olhando pelas taças de vinho
Vejo roupas no chão
Sapatos, calças, lingeries.
Olhares, bocas, sabores
Vejo você sob as taças
Aproximando-se de mim
Sinto seu perfume
Sua alma
Você
Seu olhar sob meu corpo
Impede que eu possa falar
Pois você me emudece
Impede que eu possa ver outros olhos
Pois você me hipnotiza
E sob as mesmas taças de vinho
Meu corpo se recolhe
E pede em silêncio
Que você se aproxime
E saia das taças
Dos vinhos
E venha até mim

27 de mai de 2008

Eu sou Smexy

Outro dia numa conversa pela internet com um amigo muito querido e frequentador assíduo deste blog soltei a seguinte frase: Eu não me acho sexy!
O sentido de dizer que não me acho sexy, vem de longas datas.
Para mim homens ou mulheres sexys são aqueles que os olhares são sensuais, o andar transpira sensualidade e provoca manifestações das mais diversas e que mesmo quando abre a boca não decepciona.
Isto para mim é ser sexy!
Tenho vários amigos e amigas sexys seguindo este conceito exclusivamente meu.
Para a minha surpresa meu amigo respondeu:
" É claro que você não é sexy, sexy é ultrapassado, você é Smexy!"

Fiquei na mesma porque até aquele dia "smash" era marca de chocolate, agora Smexy era novidade
Ele disse que no Rio de Janeiro este termo já é usado e é chiquérrimo!
E que smexy significa SMART+SEXY!
Que são as mulheres bem resolvidas, bem sucedidas, inteligentes, alto astral, batalhadoras, que são sexys por existirem sem apelar para o vulgar, se curtem e se bastam.
Elas são as mesmas que saem com os amigos ou sozinhas numa boa, sem aquela apelação "ai vou sair sozinha para ir ao cinema?" ou "Ai não vou sair com aquele casal de amigos! Não quero ser vela".
Depois disto, comecei a pensar a respeito...

Sabe que eu gostei?

Quantas mulheres se sentem um lixo porque seus respectivos não a valorizam?
Quantas batalhadoras que saem de madrugada para trabalhar e voltam na madrugada sem ver o Sol um minuto se quer do dia?
Quantas de vocês já se perguntaram onde está a sua realização pessoal, a sua batalha, o seu alto astral?
Eles dependem de quem?

Quantas vezes jogamos a responsabilidade de sermos felizes em cima de outras pessoas? Muitas vezes pessoas estas que nem conseguem carregar a própria missão de ser feliz. Pessoas que também lutam diariamente para terem um lugar ao riso!
Por que sermos felizes mediante a uma condição?
Por que não sermos felizes por existirmos? Por sermos quem somos?
Por batalharmos todos os dias por um dia melhor, pelo que temos, pelo que não temos, pois é exatamente o que não temos que faz de nós inspirados pelo amanhã, por existirmos!

Vamos parar agora com estas falsas modéstias, com estes clichês e vamos aceitar o que somos e nos amar, pois sem o nosso amor, não amamos ninguém...
E só respondendo ao meu amigo, você tem razão, eu sou smexy sim!!

25 de mai de 2008

Falas

A tua pele, na minha fala
Cada palavra que meu pensamento diz
É um espaço esperando por um triz
É aquela vontade que minha ética diz pare
É o desejo pedindo para que dispare
É a vontade
A falta de coragem
Meu coração lutando
Contra ele mesmo
Contra mim
Contra as regras
As éticas
Os conceitos
Mudados por você
A tua pele, na minha mente
Me despe
E me recria
Mexe
E me remexe
Distorce minhas falas
E fantasia meus sonhos
A sua presença fala mais alto
Grita a vontade de trazer você para mim

20 de mai de 2008

Que fique claro!

Não quero que me beije ontem
Que me abrace ontem
Nem mesmo que me ame ontem
Não quero que olhe hoje e me diga que eu fui o melhor que já te aconteceu

Não quero ter sido, quero ser!
Não quero ouvir de ti que se pudesse voltar no tempo eu seria a sua melhor escolha
Não sou escolha, sou realidade
Não sou passado, sou presente
E tão presente que viajo em seus sonhos
Leio seus pensamentos
Mas não ontem, hoje!!
Não quero que descubra amanhã que sou eu aquela por quem sonhaste
Quero saiba desde hoje e para sempre

E que fique claro a você
Que eu sou o presente do seu futuro

15 de mai de 2008

Fogo de palha

Fui desafiada...
A missão: um fogo de palha!
No fogo que da palha saiu
Um arrepio
Na pele que o olho despiu
Um suspiro
Ai de mim se assim
Este desejo explodir
A boca que desejo e que não posso
O beijo que senti sozinho
A pele que do respiro suspira
A cama de onde nunca teria saído
Se esta boca e este beijo estivessem aqui

13 de mai de 2008

Pessoas

Erro
Erro quando tento acertar
Quando tento errar e sai errado
Erro mesmo quando não queria errar...
Erro porque eu não sou você
E por não ser você erro tentando acertar em ser o que você quer
Erro porque falo
Erro porque sinto
Erro porque não sinto
Erro porque sinto muito
Sinto e falo
Erro, falo e erro de novo tentando consertar
Seres humanos...
Palavras
Ações
Levam a reações
Erro porque as ações e as reações nem sempre são como imaginei
Erro, porque pensei
Erro, porque nem sei

4 de mai de 2008

Uma mesma nova janela

Abri a janela
A mesma janela de todos os dias
Mas a vista era outra
Senti tão livre e feliz
Que quase não consegui acreditar no que via
Como uma mesma janela podia me dar tantas alegrias
Embora tantas vezes ela não me disse nada?
Descobri enfim que não era a janela
Não era o dia
E nem o lindo Sol que ali brilhava
Era a mim que o dia pedia
Era o meu bom humor, minha alegria em viver
E meu agradecimento por mais um dia de vida!
Esta janela, nada mais era que minha própria vida
E que a partir daquele momento aceitaria as paisagens...
Todas elas
Pois serão as melhores telas que por ela pintarei

24 de abr de 2008

Minha razão de viver...

Com vocês: Nina...minha cachorra quase gente!



22 de abr de 2008

Dona Obsoleta

Tornei-me obsoleta
Cai em desuso
Fiquei arcaica
Antiquada
Fora de moda
Para alguns estou ultrapassada e retrógada
E por isto...cansei
Tchau
geração ultra-moderninha
E cheia de atitudes modernetes
Buscarei a minha felicidade e se isto for obsoleto
Serei a demodê mais feliz do mundo

18 de abr de 2008

Aquela coisinha...

Quando eu era pequena, tinha uma boneca que chamava Betina. Ela era uma bebê boneca linda com cheirinho de neném, tinha uma chuquinha pequena no ralo cabelo e sua roupa era um vestidinho rosa claro lindo! Era raro me ver sem ela nas mãos! Doeu quando tive que doar Betina!
Sempre fui apaixonada por cães, mas meu pai não possui o mesmo amor que eu a eles, pos isto tive 3: Dolly (ainda não existia o Guaraná), Pituca e Tutti. Todos eles foram dados para alguém quando eu não estava em casa. Em todos eles chorei quando soube do ocorrido. Hoje tenho Nina, mas ela é quase gente e meu pai aceita...
Tive um amor platônico por volta dos meus 14/15 anos. Ele era surfista. Era meu vizinho de prédio na praia. Eu sabia todos os passos dele: que horas acordava, que horas saia para surfar, que horas passava em frente ao meu prédio para eu dizer: Oi! e ele simplesmente falar: "beleza?". Enfim, eu era praticamente uma espiã. Um dia ele foi embora de lá e achei que nunca mais fosse vê-lo. Chorei por dias de tanta saudade.
Quando maior, conquistei amigas e amigos, fiz amizades fortes e importantes, mas também perdi algumas pelo caminho.
Meus namoros sempre foram traumáticos. Sentia-me abandonada, rejeitada mesmo quando eu que terminava.
Até que um dia dei de cara com o fim da vida. Mamys, depois de muito lutar, teve que deixar este plano e partir para novos horizontes. Por mais dolorido que tenha sido, sabia que ela precisava partir, só não queria que me deixasse aqui...
Aquela coisinha chamada apego me persegue e eu não sei exatamente qual é o remédio para não sentir mais. Procurei nestas farmácias alternativas e me disseram que a solução é um remédio chamado "desapego". Toca eu sair em desespero a procura dele. Passei de farmácia em farmácia, uma a uma e ninguém sabia me dizer onde eu encontrava este remédio.
Foi ai que cansei e voltei para casa. Já estava exausta de tanta busca e tanta correria para achar o tal desapego.
Deitada na minha cama pensando (pois ultimamente é esta a função da cama: fazer pensar) descobri onde acho este tal remédio.
Ele não está em farmácia, supermercado, padarias, botecos, bares, baladas, hospitais, bancas de jornais ou no noticiário da TV.
Ele está dentro de cada um. Dentro de cada passo que damos e para cada valor que damos as coisas. Quanto mais deixarmos as coisas "fluirem", acontecerem naturalmente sem aquela obrigatoriedade do controle, do
possuir, mais elas estarão ao nosso redor. E este é o melhor remédio. não tem contra-indicação, mas exige força de vontade.
Tem que ter garra para olhar para a Betina, Dolly, Pituca, Tutti, amigos, namorados e simplesmente nao deixar aquela coisinha me dominar.
Tem que ter garra todos os dias para termos motivação necessária para não desistir, mas hoje eu já sei que não vai ser procurando feito louca em cada estabelecimento desta cidade o tal remédio que eu vou me sentir livre. E sim vivendo!

15 de abr de 2008

Conselhos

Resolvi te escutar
Prosperar
Daqui pra lá!
Daqui pra trás não vou mais
Resolvi olhar para frente
Como semente
E esperar frutificar
Se daqui pra lá eu ficar
Daqui para trás será cada vez mais longe
E quem sabe daqui para frente
Cada vez mais perto

10 de abr de 2008

Entre idas e vindas

Parei
Respirei
Repensei
Reorganizei
E me achei
Achei em meio a papéis que ainda não escrevi
A cartas que ainda não mandei
E a desejos que ainda não senti
Achei também o nosso amor, encostadinho num canto todo assutado
Coitado!
Mal sabe ele que tudo acabou
Que nao precisa mais fugir
Ele está livre para ser quem quiser
Revivido
Repensado
Amado
Curtido
Ele não é mais refém a nós
Agora pode ser quem quiser
Até mesmo nos amar novamente

6 de abr de 2008

Brrrrrr

O vento te trouxe
E com a mesma intensidade que veio
Te levou
Foi para me mostrar
Que você ainda existe
E para provar
O quanto meu corpo insiste
Desta vez foi furacão
Chegou
Devastou
Preocupou
E partiu...
Os estragos e a reforma
Ficaram para mim
A reconstrução eu faço
Cada dia no meu passo
Mas você está virando brisa...

4 de abr de 2008

Adorei a sua honestidade, mas...

Sempre depois de uma frase destas vem um complemento não muito agradável
A verdade é que ninguém gosta de ouvir a verdade
Parece redundante, mas é a mais pura conclusão que cheguei
E se por acaso alguém provar para mim que o que digo (com fatos) é mentira, eu me comprometo a escrever uma errata!!!
A questão é que as pessoas gostam de ouvir aquilo que para elas farão bem
Estava num processo seletivo interno (promoção) para uma outra filial e fui para a tal entrevista conhecer aquele que seria meu futuro diretor
Num determinado momento termos e nomes começaram a surgir na conversa e aqueles quadrinhos de "blablabla" que aparecem nas histórias do Garfield apareceram para mim...fui obrigada a dizer que certas atividades eu não saberia realizar, mas estaria disposta a aprender!
Fui embora com a certeza que tinha cumprido meu papel e que aquilo seria mais importante do que de fato eu realizar 80% da tarefa que estava me aguardando.
Tempos depois, soube que a minha honestidade foi tema principal de elogios, mas causou insegurança na filial e meu nome tinha sido vetado da escolha.
Tempos atrás, um rapaz que eu já conhecia mas não tinha contato quis fazer um happy hour comigo e uns amigos dele. Topei. Adoro fazer amizades!
O assunto não era exatamente amizade e rolou aquele clima de amigos fazendo brincadeiras com os nossos nomes, ele percebeu minha cara do tipo "não estou gostando".
Semana seguinte ele me convidou para jantar para me conhecer melhor, desta vez sozinha! Novamente o bichinho da honestidade me tocou e resolvi jogar a real: sair para conversar é muito legal, mas caso sua intenção seja algo a mais não vai rolar.
Como resposta tive que ele desejava a minha felicidade e que a verdade era dolorida mas elevava o ser humano, ou seja, ele queria me mandar para algum lugar beeeeem longe!
Uma amiga que sabe da minha aversão a tatuagens tinha acabado de fazer uma e estava eufórica para me mostrar, mostrou, minha cara disse tudo. Ela disse que não tinha graça mostrar a tatuagem para mim...
Na verdade, a verdade dói para quem não quer ouví-la, do contrário você terá duas saídas: mentir ou aderir

Meme?!?!?!

Aos leigos assim como eu (até ontem) o que é meme?
É tudo o que você aprende por cópia a partir de outra pessoa como por exemplo utiizar os talheres para comer, porém na blogsfera são os memes específicos uma pessoa cria um meme com determinado assunto, chama alguns conhecidos eles participam em seus blogs, outras pessoas entram no blog acham legal e respondem tbm...
Eu sou aquela que viu num blog achou legal e participou :)

1 - Por que resolveu criar um blog?
Porque sempre amei escrever, mas tinha vergonha de expor o que pensava.
Tinha medo de críticas, de me acharem ridícula etc...
Até que um dia resolvi escrever e mandar por e-mail aquilo que escrevia para amigos próximos...foi a fase dois e por fim pensei: por que não criar uma "casinha" como diz uma amiga minha para eles?
E assim o fiz :)

2 - O que te dá mais prazer em blogar?
Expressar o que minha mente pensa e perceber que muitos tbm pensam assim...cada comentário, cada visita no blog é um prazer!

3 - Indique um blog bom e um blog que você não gosta, e por que?
Existem muitos blogs bons que eu ainda nao linkei aqui por falta de tempo...um blog bom é blog com conteúdo, informações, curiosidades, frases, enfim...aquilo que me faz pensar!

4 - Qual seu tipo de música e quais suas bandas favoritas?
Ana Carolina, Isabela Taviani, Adriana Calcanhoto, Nila Branco, Engenheiros do Hawai (sim o acompanho desde pequena e até hoje), J Quest, Papas da Lingua e muitas outras bandas que eu não sei o nome (não guardo nomes de bandas)

5 - Qual assunto você mais gosta de postar?
O que minha mente captou: seja por mim ou seja por alguém que me contou...

6 – Seaquinevasseceusavaesqui?
Se eu tivesse coragem usaria sim

7 - Você é : casado, solteiro, separado, enrolado, disquitado, chutado, viuvo ou outros?
Solteira

8 - Por que você deu este nome ao seu blog?
Devido a um vídeo "Sunscreen" http://www.youtube.com/watch?v=i2TozNNg1oM convido a todos para assistirem. Eu assisto sempre... e a partir deste vídeo comecei a escolher momentos "sunscreen" para minha vida...

9 - Qual foi o último blog que você visitou?
Da janela

10 - Porque resolveu participar deste meme?
Na verdade nem sabia o que era "meme"...depois que vi como funcionava...resolvi participar tbm

30 de mar de 2008

Você de ontem!

Saudade é algo que aparece
Não tem lógica
Não tem porquê
Sinto saudade de quem não devo
Sinto saudade do seu beijo
Seu abraço
Suas cócegas
Até mesmo do seu ciúmes
Sinto saudades daquilo que não podia
Do seu tempo
Do tempo em que você ainda era aquele cara
O cara legal
O cara ideal
E ainda me amava
Sinto saudade do nosso primeiro beijo
E do amor que você dedicava
Saudade
Do toque
Da pele
Daquele cara
E aquele cara?
Não me encara...

26 de mar de 2008

Que caso!

Por acaso nos encontramos
E ficamos ao acaso
Sem pretensões
Nem grandes sonhos
Só pequenas observações a seu respeito
O acaso fez do nosso caso um fato!
O fato de que nunca mais nos viríamos
Como era fato percebi no ato que era um caso de uma noite...
Só que o acaso quis repetir este caso
Acaso do encontro
Ficamos por acaso
Por traz da sua máscara
Encontrei alguém interessante e até promissor
Cheguei a ter certeza que tínhamos uma história para viver de fato!
Intuição furada...
Desta história só ficaram palavras
Desculpas, elogios, provocações, fugas, justificativas
Este caso não saiu do papel
E por falar em papel
Qual é o meu para você?
Se quer de mim algo que não tenho e se tenho de você algo que não preciso?
Só sei que é fato: deste acaso eu quero um caso
E se para você é muito, por favor esqueça os fatos!

23 de mar de 2008

Encontro às escuras

E ao fechar meus olhos
Te vi
Numa presença
Numa essência
Que ninguém mais vi
Até seu perfume, senti!
Boca bem desenhada
Rosto sutil
Pele bem bronzeada,
Corpo esguio
Uma beleza aparente
Num semblante feliz
Fecho os olhos novamente
Para não te perder
Quero gravar na mente
Cada detalhe que por ventura esqueci
Quando a gente se encontrar
Saberei logo de cara
Estaremos em lados contrários
E como num tropeço
Encontro seu queixo
E nunca mais te deixo...

17 de mar de 2008

Sob outro ponto de vista

As cores da parede do meu quarto são mutáveis
As minhas roupas mudam de lugar
Meus olhos ao Sol ficam mais claros
Os dias mudam, as noites também
O céu num estrelado
O Sol me olhando
As estrelas me velam e pedem em silêncio que eu aguarde
Não te peço em pedido
Não mudo as cores
Não escolho as roupas
O silêncio fiel companheiro me diz que certas coisas não tem explicação
Não entendo
Não pergunto
Não sei
Não penso a respeito
As cores da parede do meu quarto agora estão brancas
E minhas roupas sairam para espairecer

14 de mar de 2008

Agarre-me

Esta incessante rotina
Que nos faz viver na correria
Que faz esquecer os nossos dias
Que não permite molhar nossos pés na beira do mar
O dia-a-dia
Que esquece que não temos que correr
Que temos que respirar
Sentir o cheiro da manhã
E não deixar a correria te levar
Isto é viver para valer a pena
Viver Intensamente
Não só aos outros
Mas cada momento que temos
Para que ele não passe em branco
Aproveite!!!
Agarre a vida e faça valer a pena
Cada dia
Para todas as noites dizer
Hoje valeu a pena

Todos os dias a vida nos dá uma bandeja de opções
E cabe a nós aproveitar da melhor maneira
Ou simplesmente deixar que ela estrague
Lustre sua bandeja
Cuide dela!
Sinta que a vida te chama!
E não a decepcione!!
"Viver sem se divertir é o mesmo que passar em branco"




11 de mar de 2008

Xiiiuuu

Foi assim
De um modo louco
De um modo insano
Que tudo começou
Sem dores
Sem pesares
Sem tristezas
Todos os dias
Lentamente
Passaram
Me vi sentada diante da imensidão
E surpresa com a verdade daquele silêncio
O silêncio que diz tudo
E que cala
A sua boca mal intencionada

7 de mar de 2008

Entre...

Entre tempestades e saudades
Entre beijos e abraços
Entre partidas e chegadas
Entre tantas coisas
Estamos aqui
Nós dois
Aprendendo a ser feliz
Aprendendo a ser como sempre quis
Ensinando a alguns
Aprendendo com outros
Sentindo
Porque sentir faz parte
Sofrendo
Porque também faz parte
Entre uns e outros
Entre fortes e fracos
Pergunto: quem ganha?
O forte que quando chega em casa chora sob o travesseiro?
Ou o fraco que chora na frente de todos esperando um bom conselho?
Quem é o melhor?
Aquele que não tem medo de dizer o que pensa?
Ou aquele que se guarda em segredos?
Se você tem algo a me dizer, que diga agora
Não espere seu melhor momento
E nem um dia certo
Eles só existem para os indecisos


3 de mar de 2008

"Se não lembro, não fiz..."

Eu não ia postar
Mas como não tive opção
Vou contar uma história sem noção
Num dia, sem data e hora
Uma senhora decidiu beber
Bebia uma taça de champagne atrás da outra
Não sabia mais o quanto havia bebido
Mas alguém a observava
Um senhor fitava todos seus passos
Numa hora de alegria, esta senhora decidiu passar ao lado dele
para dividir elogios
Ela o abraçou
E ele roubou um beijo
Beijo roubado
Selinho estalado
Lembranças apagadas
Até hoje ela não sabe
Se ele a beijou realmente
Ou se diz isto para ela se achar uma bêbada carente
Algo me diz que na mente deste senhor
Nada mais era que uma vontade
De querer viver realmente!

29 de fev de 2008

Lembretes

* Amo incondicionalmente!
* Não sou falsa
* Não, eu não te amo...
* Sim, eu gosto de sair para tomar um chope (mesmo que eu não tome chope e sim chope de vinho)
* Sim, estou esperando um convite seu para sair, mas aguardo pacientemente
* Não, não é de você é de outra pessoa
* Eu não vou mudar meu jeito porque você acha que meu comportamento é ultrapassado
* Meu comportamento é de acordo com a minha coerência
* Adoro músicas bregas, principalmente se me fazem rir
* Choro quando me sensibilizo com alguma coisa
* Digo o que sinto, penso e me chamam de radical!!
* Tenho coragem para dizer acabou
* Tenho vergonha de alguns pensamentos que passam pela minha cabeça
* Babo no lençol, porque não uso travesseiro
* Nina é mais do que uma cadela
* Um bom beijo é aquele que os sentimentos arrepiam
* Adoro que me tratem com educação (coisa que ultimamente não acontece)
* Adoro ser mimada (por mais que eu demonstre que não)
* Adoro andar no parque
* Odeio esperar
* Adoro mensagens de madrugada
* Adoro cantar no banheiro e em karaokê também
* Se eu não estou mais te ligando, se ligue...
* Tenho dor de garganta quando não falo o que tenho para falar
* Adoro conhecer pessoas, seja em bate-papo, barzinho, roda de amigos...
* Não, ainda não abri o serviço de vaca-delivery
* E acho que não abrirei
* Eu gosto de dinheiro, não sou escrava dele
* Se você me pedir um favor, tentarei te ajudar

* Só não abuse
* Não tenho barraquinha de tarot, não sei ler mãos
* Já julguei pessoas
* Já fui julgada
* Já briguei à toa
* Desculpei à toa também
* Desconfio sempre, até que me provem o contrário
* Amo dançar, mas to sem pique de balada
* Adoro comida japonesa, vinho suave, tequila e caipirinha de saquê de kiwi
* Sim, ainda estou esperando você me convidar para sair...

25 de fev de 2008

Nos bastidores do sexo

Há 40, 50 anos atrás ou até mais sexo era assunto proibido, quase que um segredo, deixando de lado o fato que todos nós viemos exatamente deste segredo.
Provavelmente muitos de vocês se lembram das recomendações de suas mães ou avós.
Para os rapazes a primeira vez tinha que acontecer cedo, homem que fosse viril o suficiente teria sua primeira vez com alguma dama da noite ou nos tempos atuais profissional do sexo.
Já as meninas recebiam milhares e milhares de recomendações desde a não usar saia e se usar jamais ficar com as pernas descruzadas deixando a calcinha aparecer até limpar o assento de banheiros para não ficarem grávidas.
Mulher para casar que se prezava eram aquelas que se guardavam para os maridos. Apenas para ele. E a relação sexual servia apenas para a procriação, por mais que todos soubessem que existia muito mais além de uma tentativa por filho.
Depois vieram os anos 60, liberdade, sexo, drogas e rock in roll!! Parecia propaganda de bebida alcoólica: faça com moderação! Todo mundo era livre, com direito de transar com quem quiser sem diferenças entre homens e mulheres, a AIDS ainda não era comentada e a vida seguia.
Ai me perguntam: ué mas as mulheres não pediram direitos iguais?
Sim, direitos iguais e não serem objetos sexuais.
Os tempos passaram, os meninos continuam recebendo orientações semelhantes à de 50 anos atrás e as filhas recebem algumas observações...
Hoje a calcinha é acessório assim como brinco, colar, pulseira, aliás diferente dos acessórios, pois a moda é não usar calcinha e sair em todas as fotos possíveis deixando tudo a mostra.
Nesta modernidade toda o sexo tornou-se o fator fundamental para não dizer exclusivo de um relacionamento.
As pessoas não precisam ter caráter, ser de boa família, ser esforçado, ter estudo, falar algum idioma diferente do nosso, respeitar os pais, ou coisas do gênero, tendo uma boa disposição sexual nem precisa soletrar a palavra problema, passou no teste!
Um cara pode achar a mulher uma porta, não ter assunto, não saber se expressar, mas se ela for gostosa e tiver cara de “só as cachorras” vai ser a escolhida.
A mulher não precisa escolher muito, se o cara tiver um jeito de “Don Juan” (com escassez de homens de qualidade no mercado) é noite de diversão garantida.
O que eu vejo de fato é que tirando o moralismo da jogada hoje em dia a sociedade deve cumprir papéis onde não podem haver fracassos e um deles é ser bom de cama.
Nunca ouvi por ai alguém dizer: eu não sou bom de cama, eu falho na hora H, eu tenho ejaculação precoce, eu não atinjo o orgasmo, eu não relaxo, nem todas às vezes são boas, não to afim, entre uma infinidade de itens.
E ai me pergunto: se ninguém tem grilo ou problema quando o assunto é sexo, por que a mídia impressa e eletrônica, lucram tanto neste tema? Por que existem livros e livros falando sobre inteligência sexual, sobre disfunções sexuais? Por que existem programas de TV´s voltados ao assunto?
O viagra é um sucesso de vendas e não só para os mais velhos, adolescentes e jovens já estão tomando, o que acontece com a população?
Cadê o público-alvo deste produto?
A população se esconde atrás de papeis comportamentais pré-fabricados.
Será que é muito difícil admitir que todos nós temos alguma dificuldade nos bastidores do sexo?
Que ninguém é 100% perfeito e ninguém precisa ser o que de fato não é?
Por que não tratar o assunto com naturalidade?
Posso estar enganada, mas em assunto de sexo os brasileiros só têm a fama, maturidade que é bom?

24 de fev de 2008

Um pouco de tudo

Todo mundo tem
Um amor mal resolvido
Uma dor escondida
Contas para pagar
Roupas para comprar
Presente para dar
Um tio chato para te irritar
Um porre de se envergonhar
Um amigo para considerar
Uma historia para contar
Uma conquista para se gabar
Uma família para reclamar
Um bolha no pé de tanto andar
Uma lágrima reprimida no ar...
Uma espinha para apertar
Alguém para encher
Alguém para mexer
Alguém para preencher
Alguém para envelhecer
Uma viagem dos sonhos a fazer
Um curso a realizar
Uma viagem para se recordar
Um mico para pagar
Uma frustração para te desanimar
Vontade daquele doce
ou salgado
Vontade de não trabalhar na segunda-feira
Vontade de ter mais dinheiro
de trabalhar menos
de acordar tarde
jantar cedo
Todos temos um pouco de tudo:
de louco,
de romântico,
de exótico,
de rebelde
somos um pouco de tudo em um só
E todo nós precisamos
De tudo isto para fazer valer
Mesmo que não tenha acontecido

O que queria
Pois a vida não te dá o que você espera
Mas o que você precisa
E o que te faz crescer
Não são as coisas que você tem
Mas o esforço que você teve sobre o que conquistou
Bens materiais, amizades verdadeiras, amores eternos,
Não importa!
O valor está em cada tempo desprendido
Por seu amor investido!

21 de fev de 2008

Linha reta

Olhe para trás
E verá coisas que não voltam
Os tempos mudam
São outros...
E neles que devemos seguir
A vida segue seu caminho
E não permite que você desista e queira voltar ao ponto anterior
Daqui, somente para frente
Nada de parar
Nada de voltar
Não é permitido
Fique atento nas escolhas
Nas ruas e nas placas
Elas guiarão para onde quer chegar
Não perca o foco
E tenha objetivos
Eles te ajudam nas escolhas
E se por algum segundo te der saudade de algo que passou
Respire fundo
Conte até 10
E pense que daqui há alguns anos poderá estar sentindo falta
De algo que esteja acontecendo exatamente agora

18 de fev de 2008

Palidez escura

Pele clara na pele escura
Uma dose de mistura
Lábios finos
Mãos grandes
Cabelos lisos
Traços fortes
Os corpos se confundem
Sol, Lua
Manhã, noite
Na praia, na montanha
Você nas minhas entranhas
Eu na sua etnia
Você já sabia
Que tudo isto se faria
O tempo demora
A tua mão decola para outros corpos
E aterriza em mim
Um encontro assim
Às escuras
Cheio de cores
Com dissabores
Vários amores
Desencontros sutis
Calores juvenis
Em momentos de verniz
Não podem passar em branco...
O fato de saber que este tempo foi pra valer
Já transforma a demora numa doce espera
Fico aqui, a seu bel prazer
No escuro

À espera da sua fala clara
Do seu corpo negro no meu corpo pálido!

17 de fev de 2008

IôIô

Uma noite nos conhecemos
Eu estava à toa, ele também
A gente achou que juntos estaríamos bem!
Um dia nos separamos...
Eu ainda estava à toa, ele tinha conhecido alguém
Decidi ir atrás do que considerava como sendo bom pra mim
Uma noite apareci na casa dele
Ele estava namorando
Ela não estava lá e então ficamos
Ela descobriu, ele negou
Ela me acusou e ele se calou
Eu sumi
Um dia o encontrei na internet
Ele me reconheceu, conversamos por horas
Ele veio me buscar
Acabamos no motel
Decidi nunca mais ligar
E ele decidiu insistir em transar!!
Eu fugi...
Uma noite comecei a namorar (com outro)
Fingi que ele não existia
Mas lembrava de como ele sorria!
Terminei
Decidimos nos reencontrar
Percebi que ele era meu amigo
E ele achava que eu era uma amiga-colorida
Eu queria comer uma pizza
Ele queria que eu fosse a comida
Discutimos
Um dia resolvi andar pelo bairro
Ele também
Nos reencontramos
Ele me tratou como uma grande amiga
Eu o tratei como um ninguém
Uma noite ele reaparece
Dizendo que quer conversar
Eu, sem saber o que fazer, fingi que era melhor nem falar
Ele disse que eu estava sendo hostil
Eu disse que ele era infantil
Eu queria comida mexicana
Ele preferia assistir a um filme sacana
Eu disse não
Ele disse não
Apagamos as luzes e tudo ficou em vão!
Ontem à tarde percebi que se passou muito tempo neste vai e vem
E já nem sei se ele vai ou se ele vem!!

13 de fev de 2008

Carnaval

Um Carnaval comum
Sem muitas promessas
Histórias de Carnaval
Viagem longa
Cidade distante
Longe da capital
Um encontro astral
Você apareceu como em terceira dimensão
Se destacou
E sem promessas
Sem compromissos
Cumpriu seu papel
O papel do Carnaval...
O Carnaval demorou para passar
Foram meses
Mensagens
E-mails
O Carnaval mais longo da minha vida
O amor mais sublime que encontrei
O conto de fadas perfeito
Numa cidade cheia de defeitos!
Você, meu carnaval mais doce!
Você, meu dia feliz!
Você por favor: volte as vezes?

11 de fev de 2008

Desejo

Eu não vou te pedir para ficar
Nem para partir
Não te peço para me entender
Nem para ler o que escrevo

Não quero que sonhe comigo
Ou que pense que você é a única pessoa que conheço
Não quero que me ache uma estrela
Nem uma boneca de porcelana
Não quero que me ame a força

E nem quero ouvir elogios falsos
Muito menos, falsas desculpas
Não quero que chova
Ou faça Sol
Quero sorrir
Não quero que me ligue
Ou mande mensagem
Quero apenas que você exista
Mas exista de verdade
E não aqui nos meus pensamentos
Quero que seja feliz, mas por dentro
Não para os outros
Quero que acorde e tenha bons pensamentos
Quero que erre e reconheça
Quero que perdoe
A si
Ao mundo
Porque remoer o passado é adoecer aos poucos
Quero que respire fundo
Porque meditar faz bem
E que reflita no que diz
Enfim, quero que seja feliz

6 de fev de 2008

Na estrada

Mexo no meu quarto
Arrumo meu guarda-roupas
Jogo fora retratos
Rasgo fotos
Esqueço palavras
Lembro olhares
No retrovisor uma imagem
À frente, uma estrada
O caminho não mais permitido
O caminho a ser percorrido
Uma história para contar
A caixa-preta para guardar
Tudo aquilo não digerido
Que está lá
Tudo: passado não acontecido
Grilos não resolvidos
Amores doídos
Conclusões infundamentadas
Numa grande furada
Como se fosse brincadeira
De mal gosto, ou não
Pego pela mão
E vou
Eu e meu óculos-escuros

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP