23 de dez de 2008

Amo amando

Te amo ontem
Te amo hoje
Te amo como se hoje e ontem fosse um tempo só
Te amo mesmo sem saber
Te amo por todas as palavras que você não disse
Por todas as flores que não recebi
Por todas as vezes em que você não esteve por perto, porque nem sabia que era eu quem te esperava
Por ter que sorrir quando quero chorar
Te amo porque não sei fazer outra coisa
Te amo pelos abraços
Amassos
E outros passos que ainda nao conheci
Te amo porque descobri que você existe
Por cada pedaço de mim que te espera, nem sempre pacientemente
Eu te amo mesmo sabendo que a poesia será repetitiva, redundante
O amor é redundante
E porque sei que está ai, bem pertinho
E que falta pouco, muito pouco para ficarmos juntos por muito mais tempo
E por te amar tanto, não sei mais o que é gostar...

12 de dez de 2008

Inesperadamente acontece...

Pela troca de olhares
Já sabia
Você não vinha só para passar
Você vinha de mala, para ficar
Para lembrar o que é viver
O que é rir, o que é um abraço

Pela forma que aconteceu
Não tinha como!
Era conto de fadas
E ao mesmo tempo, real
Era um espaço, uma pausa para relaxar
E continuar a caminhada
Um sinal que tem alguém que nos ouve e nos quer bem
Um aviso de que nem sempre o que você pensa que vai acontecer, acontece
E que a surpresa, muitas vezes se torna a sua melhor rotina

4 de dez de 2008

Por um momento

A saudade dá e passa
Mas quando dá dói
Dói pelo momento de não existir mais
Dói por procurar o que já foi
E a sensação do nunca mais
Do impossível
A saudade dá e fica
Com gostinho de quero mais
Com vontade do para sempre
Com o desejo que nunca se apague
A saudade dá e melhora
Os sentimentos
Os momentos de aflição
Faz você e eu pensarmos
Em tudo o que já foi bom

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP