25 de mai de 2013

Do lado de fora

E da minha vista vejo tudo o que preciso e até mais: céu, sol, chuva, prédios, montanhas, pássaros, ruas, avenidas, carros, trânsito, vizinhos, cães, gatos.

Ouço muita coisa também: cachorro latindo, buzinas, crianças brincando, adultos cantando, música alta de bom gosto outras não tanto e sou acordada com os pássaros!


Eu também sinto a alegria de uma criança brincando, o amor dos casais apaixonados, a tristeza daqueles que se sentem só, o nervoso do motorista parado no trânsito, o coração batendo descompassado por aquela mulher que chora discretamente no seu terraço.

Aqui eu vejo, sobre meu ponto de vista, a vida.
Eu invento histórias e crio personagens felizes ou não.
É como se a vida passasse lá fora e eu ficasse olhando.
Desta minha vista também chego a conclusões.
Também faço planos, também me despeço de amores e dores.

E daqui que sinto que tenho que abrir a janela e deixar a vida me tocar.

Olhar do lado de dentro é uma forma de não tomar partido, não partir.
Tem um mundo inteiro lá fora que eu preciso descobrir.
Tem a vida me chamando.
Tem você.
Tem o sol, tem as nuvens, tem a emoção.

Olhando de fora, sinto que aqui sempre será meu lugar, mas por agora, neste momento, será um lugar para olhar do lado de fora.

17 de mai de 2013

Vai passar 2

E ao acordar sem nem dormir ela percebeu que algo estava diferente
Tudo parecia igual e normal
Mas ela não se sentia mais assim

Alguma coisa dizia a ela que tudo ia mudar, mas ao mesmo tempo não saberia dizer quando

Não era sua família, estava tudo bem
Não eram seus amigos, continuavam ao seu lado
Não era seu trabalho, ele permanecia intacto

Era ela
Uma sensação que não sabia explicar
- Vai passar, pensou ela!

Os dias passaram, as noites também
Seus pensamentos iam e voltavam e ela só pensava no que poderia (ou não) acontecer

- Vai passar - disse ela ao vento

o mesmo que levou seus pensamentos para bem longe

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP