18 de mai de 2010

Presa de si

Seus pensamentos estão soltos
Mas seus cabelos presos
Como peças de um quebra-cabeça que nunca se encaixam
Ela mistura gosto e pele
Sonhos e pesadelos
Dias e noites
As figuras, agora em terceira dimensão a confundem
Ao mesmo tempo que quer seguir
Recua
Busca refúgio num passado
Passado não tão bom
Passado que talvez só traga comodidade
Só faça repensar em tudo que a faz "redoer"
Respira fundo
Fecha seus olhos
E deixa sua última lágrima cair
Olha sua última lágrima e sorri
E enquanto ela seca, seu coração bate mais forte
E assim, ela solta seus cabelos

Um comentário:

Mariana disse...

Nunca deveria ter prendido os cabelos, amiga....

a dor é inevitável... mas passaremos por ela, sempre com muito amor-próprio!!

Bjos

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP