23 de nov de 2011

Sem mim

É um amargo na boca
Garganta seca
Uma angústia que não tem motivo
É um ir e vir sem poder
É a liberdade a todo custo
E que custo é este
Intenso e dolorido
Que preço temos que pagar
Para estarmos ao lado apenas das melhores pessoas?
Para sorrir a todo sempre?
Qual noite é boa?
E qual dia faz bem?
Qual amor vale a pena?
E em qual esquecer faz bem?
Me solte
Tire as amarras
Tire minhas algemas
E me livre
Para todo o sempre, amém!!

Um comentário:

olinda morgado disse...

Um grito de força!
Sua, lembre-se disso, sua.
:)

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP