13 de mar de 2012

São raras vezes

Hoje em dia quase que não acontece
São poucas vezes
Em raros momentos
Quase imperceptíveis
Mas você aparece
Você chega devagarinho
Como se eu não percebesse sua presença
Vem de mansinho
Como uma marolinha leve que chega na beira da praia
Hoje as sensações também são quase imperceptíveis
É ao olhar rapidamente para alguém que está passando na rua
E ao invés de enxergar a pessoa, enxergar você
E quando volto a olhar, não tem mais nada ali
Já passou, já aconteceu
Agora são doses homeopáticas
Alucinações variadas em pequenos espasmos de pensamento
Depois é só respirar e voltar para a vida normal
Estou quase curada
Estou quase pronta
São poucas vezes, em raros momentos!

2 comentários:

Anônimo disse...

Ke, Beleza.

Bacana.

Pro alto e avante!!!


(caonino)

Lu Morangon disse...

Quase curada!!

até a próxima recaida! :(

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP