20 de ago de 2013

Ato de amor

E ela precisou partir para eu me libertar...
Não porque me sufocava, mas porque eu não deixava que ela se fosse
Foi mais uma prova de amor a mim
A sua partida, embora dolorida, me fez crescer
Tive que caminhar pelas minhas próprias pernas
Tive que dar meus próprios pulos
E tive que cair nos meus próprios buracos
Sem ela as coisas tiveram um sentido diferente
Uma forma diferente
E uma cor neutra
Meus passos no início eram perdidos, em falso, confusos
Sempre pensava em como ela agiria e se me aprovaria
Nunca ouvi suas respostas as minhas perguntas, mas sempre achei que seguindo o meu coração estaria pensando como ela

Hoje olhando para trás, só tenho a agradecê-la
Em seu ato de amor permitiu que eu desse tchau àquela criança insegura
No reflexo do espelho me surpreendo: a criança não está mais lá!

As cores voltaram em tons mais firmes, mais sólidos, determinados
Meu reflexo me diz: parabéns!
E ela de lá de longe me aplaude!

Um comentário:

Marllon Souza disse...

Olá em 2010 você entrou no meu blog e comentou hoje estou respondendo! rs
Faz alguns anos que tinha deixado o blog de lado, mas parece que agora voltarei a escrever!!!
De qualquer forma obrigado por comentar la! ^^

Abraços

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP