8 de jan de 2008

Entre as curvas...

Meus defeitos indigestos
Que por muito tempo torturaram meus pensamentos
A opinião rude do outro com a sutileza inadequada

Eu, estática
Parada diante de agressões que nem sei se cabiam a mim
A minha opinião dizendo não a cada parte do meu corpo
De repente: libertação!
Algemas soltas na prisão de mim
Meu corpo flutua, livre de qualquer obstáculo ou pedra

Hoje me amo...

Aquele corpo que não se encarava diante do espelho, sorri
E diz todos os dias o que demorei tanto para acreditar!
A beleza vem de dentro para fora e se transforma em energia.
Energia que explora cada parte de nós e nos faz ser quem somos!
Em cada marca do nosso corpo
Em cada nova ruga
Em cada quilo a mais
Ou em cada estria que surge

Afinal, sou mulher e não uma boneca de plástico!

Só meu corpo sabe onde percorri
E com quem me encontrei
Tenho sentido e motivo
Tenho essência, vibração, energia
Tenho celulite... e por que não? rs
Tenho o que a vida permite eu ter e ser
Tenho amor próprio
E se alguém me disser que isto é pouco

Deixa pra lá

k.c.c

Nenhum comentário:

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP