30 de jun de 2008

O não ser

As pessoas não se falam
Não se olham
Não se comprimentam
Não se vêem
Vêem seus livros
Seus celulares
Suas bolsas
Suas carteiras
Não vêem que somos únicos
Mas não somos seres individuais
Somos do Universo
E um dia voltaremos para ele
Estas pessoas que não se falam
Não se olham
E não se vêem
Não vêem que somos muito mais
do que isto
Não vêem que um "oi"
Não doi
Não mata
Mas pode salvar vidas!

4 comentários:

João Eduardo Q. C. disse...

Queridona, tudo bem?

Mudei o nome do meu blog. Na verdade, eu voltei a usar o nome de batismo do mesmo. Altere para "ELETRONIC JONNY" e me ajude a me livrar do odioso "PSEUDO-CRONISTA, EU?!".

Muito obrigado e beijos!

João Eduardo

João Eduardo Q. C. disse...

Oi, Ke!

Que ótima blogada! Todos deveriam lê-la e tomar uma atitude salutar de convivência, assim como ao menos dizer um oi.

Ke, hoje, logo cedo, fui num cartório de imóveis (faz parte do meu trabalho ir em cartórios e repartições públicas). Por mais uma vez caí no guichê 2 desse cartório, cuja atendente é, pelo que pude pré-julgar até agora, uma mulher com idade entre 40 e 50 anos, feia de doer e que, ainda por cima, rumina. Sim, a infeliz rumina! Não consegui ver ainda se ela rumina uma bala ou capim mesmo. Você já deve ter visto uma vaca ruminar, né? Pois é, Ke, é igualzinho! Ela não diz bom dia, por favor e obrigada, mas sente um prazer que eu diria que de um orgasmo ao dizer os preços abusivos das certidões e a quantidade de dias úteis necessários para se retirá-las. Eu vou nesse cartório e quando adentro suas instalações a minha educação fica como que guardada no bolso da minha calça. Eu não digo bom dia, por favor, obrigado assim como a talzinha e me sinto mal, muito mal. Saio de lá irritado, ultrajado... Se algum dia ouvir por lá um mero oi, perderei o fio da meada e é bem provável que não retribua o cumprimento, pois levaria um tempinho pra achar em qual dos bolsos da minha calça guardei minha educação, aquela educação preciosa e que muito prezo, a minha educação de berço.

Beijos e boa terça-feira!

João Eduardo

disse...

João
Primeira parte...alterei quase que na mesma hora o nome do seu blog, mas confesso que prefiro Pseudo-Cronista, Eu?!, mas o blog é teu quem tem que tomar conta é você kkkkkkkk

Segunda parte...quase morri de rir com a história da Bruxa do 71 que rumina...deve ser um evento formidável...rssss
(aliás eu preciso tirar uma matricula de imóveis atualizada e nao tenho a menor idéia de como faz isto...loira)
O fato é que esta cena é a que eu vejo todos os dias quando entro no metrô (voltei a frequentar o metrô há poucas semanas)...as pessoas quase fazem sexo de tão apertadas que ficam dentro do metrô e mal se olham.
Eu sempre que posso me ofereço a ficar com bolsa, mochila, pasta etc quando estou sentada, mas é difícil ver alguem em alguma atitude solidária.
E te entendo perfeitamente quando guarda no bolso sua educação quando entra na sala da Bruxa do 71.
Bjssss e boa semana

João Eduardo Q. C. disse...

Noiteeee!

Para saber o no. da matrícula de um imóvel você precisa solicitar uma certidão de propriedade, fornecendo para o(a) atendente ruminante (risos) nome do proprietário, endereço completo com cep e no. de contribuinte do IPTU. Pode-se pedir só pelo endereço do imóvel, mas as chances dessa certidão sair são mínimas. Se você tiver todos esses dados é melhor. Uma certidão de propriedade custa R$ 28,43 e leva 5 dias úteis para sair. Se o cartório não fornececer a certidão pelo motivo que alegar o dinheiro tem que ser devolvido.

Pseudo-cronista, eu?! não achava que era feio, Ke, mas era um nome que com o passar do tempo se tornou uma fardo, sendo que no meu blog nem sempre publico crônicas ou pseudo-crônicas. Não sou escritor, mas gosto de escrever e acho que tenho uma facilidade pra isso, porém, quero blogar umas bobeirinhas, como por exemplo, mostrar a minha coleção de bonecos de personagens e com esse nome ficava estranho. Até pensei em abrir outros blogs temáticos e organizar as coisas, aaa, mas um só já tá de bom tamanho e quero ter a liberdade de blogar o que eu quiser.

Beijos,


João

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP