5 de abr de 2010

Ei você

Sim você mesmo
Você que disse que me amava
Que disse que me queria
Você que olhou para a Lua e disse que fazia você se lembrar de mim
Que cantou uma canção e disse que era minha
Você que disse que a partir daquele momento que nos vimos, os nossos problemas e incertezas estariam acabados
Que garantiu que tudo aquilo era novo para você e que te assustava mas ao mesmo tempo te encorajava
Que disse que sempre sonhou com alguém como eu
E que disse nao saber mais o que fazer, pois tinha encontrado um grande amor
Que pediu pelo meu calor
Que queria meu carinho, minha atenção e nada de não
Ei grande amor de plástico, você que fez eu acreditar em tudo isto
Que chorou de mentira e fez eu sentir de verdade
Que acordou um belo dia e decidiu mudar realidade
Que disse que tudo aquilo era real demais para você
E que era tão bom, tão bom que até te deixava paralisado
Ei você
Que me pegou de surpresa
Indolor, que curaria tudo e tiraria toda a minha dor
Seria meu anjo e protetor
Você, que já não tem nem nome porque te nomear a alguma coisa é te dar valor demais
Você, me deixe em paz

De mim...

2 comentários:

Mariana disse...

Que assim seja!

Que te deixe em paz de ti!

Cuida-se, lindonaa...

beijos

Maria disse...

[Suspiros]

Lindo mesmo!

Meu beijo

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP