7 de nov de 2016

Insegurança é uma criação

Subitamente uma insegurança brotou nela: " - e se o que eu tiver a oferecer não for exatamente o que queiram receber? E se eu estiver caindo de novo nos mesmos erros e desculpando meu cérebro para que ele aceite a oferta como se fosse a melhor opção do mundo quando na verdade não é? "

" - E se de alguma forma eu esteja novamente criando uma cilada para mim?"

A insegurança que ainda não havia se instalado surgiu quando ela deu de cara com aquela que poderia chamar de rival, mas só como termo, não de verdade.

É que ela sempre tem a impressão de que será menos. Que coisa não?

Menos do que? Porque quando a gente se sente menos é porque está se comparando a algo. E não há nada a me comparar. Ela é ela, tem seu kit de coisas boas e o outro de coisas ruins e não pode se comparar a nada porque além de tudo é única, assim como todas as outras pessoas.

Quando a insegurança brotar em você, meu caro leitor, pense no que a fez chegar e avalie se tem sentido ou razão. Provavelmente não terá nenhum dos dois e assim sendo você continuará sua caminhada plenamente.

Lembre-se que os nossos fantasmas, em sua maioria, são apenas coisas que criamos como forma de fortalecer nossos medos. Enfrente-os! 

Nenhum comentário:

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP