31 de jul de 2008

As pedras e as preciosas

Outro dia li uma frase que me deixou pensando...
Falava que todos nós somos como jóias: únicas e valiosas e que andamos por todos os mercados da vida pretendendo que pessoas inexperientes nos valorizem.
Não sei quem é o autor, mas sei que teve poder sobre mim
Quantas vezes depositamos em pessoas que nem sabemos quem são, todas as nossas fichinhas?
E não me refiro a cachos (cachos=rolos, ficantes, paqueras ou afins), me refiro a pessoas que conhecemos no geral e que deixamos nossas vidas em suas mãos.
Precisamos ser conscientes para saber que o único avaliador de nossas jóias somos nós mesmos!
Quem nos conhece mais que nós?
Se você responder qualquer pessoa que não seja você mesmo, meu amigo, sinto muito, você está no caminho errado.
Por mais que a gente saia por ai dizendo que as pessoas nos conhecem, ninguém nos acompanha 24 horas do dia, ninguém sente dores de barriga, calafrios, insonias, cansaço, medo, tristeza, saudade que sentimos em nosso lugar.
Existem pessoas que se pudessem pediriam para passar em nosso lugar, mas infelizmente ou felizmente não existe esta disponibilidade, então o barco é nosso e fica a nosso critério remar ou ficarmos parados esperando por uma onda.
Depositar a nossa avaliação em cima de outra pessoa é esquecer que somos responsáveis por ela e assim sendo damos a possibilidade de culpar o outro sobre nossas decisões o que não é nada agradável ou valioso.
Nos tornamos mais uma pedra no meio da pedregulho...
Portanto, cuide da sua jóia sem deixar que ela mude de dono e perca sua preciosidade!!

6 comentários:

João Eduardo Q. C. disse...

Sou assim, essa pedra no mercado... Quel, ser assim é um sacoooooooo mesmo! Mas lutarei contra, sempre. Tem coisas que só aprendo/assimilo é na base da porrada. Sua blogada me foi muito contuntende, uma bifa matinal.

Um ótimo dia pra você (e que dias lindos vem fazendo né? Só precisamos um pouco de chuva)

João

disse...

Não queria te dar uma bifa logo de manhã...é mais legal no final do dia...kkkkk

Os dias estão perfeitos, mas a falta de chuva tá deixando meu pobre nariz chato!

PS - eu sou a Kê não a Quel kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bjs

Sérgião Amigão da Balada disse...

Pois é Kê...

As vezes, tropeçamos em pedras no caminho de nossa vida. Literalmentae damos aquela "topada", aquela "dedada" nesta pedra. Acabamos por pensar "úia, achei!"... Não se percebe que as vezes, o que fica daquela "dedada" na pedra é uma puta dor lascada!

Bjs!

Ciça. disse...

Colocar a culpa nos outros é mais fácil, né?

:*

João Eduardo Q. C. disse...

Me desculpe, Ke, pelo Quel. Releve, tô ficando velhinho. :S

Bjs e um ótimo fim-de-semana.

João

Juliana disse...

Ke,minha querida....cuidar do que é nosso ou de quem é nosso é o que devemos fazer enquanto o temos,valorizar,preservar..porque depois de perdido,só nos resta o arrependimento e a culpa de que poderiamos ser felizes e não fomos por puro orgulho...
Bjim!!

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP