18 de jul de 2008

Intrin.seca.mente

Pessoas
Gestos
Frutas
Pele
Nomes
Dias que insistem
E noites que insistem mais ainda que os dias
Poemas
Folhas caídas no chão
Comidas difíceis de engolir
E-mails não respondidos
Beijos
Tristezas
Adeus
Amores
Uma noite mal dormida
Férias não tiradas
Tudo tão ligado e tão junto
Que não conseguimos separar...
Secamente acabam e começam
E os mesmos terminam com gosto de fim

4 comentários:

Juliana disse...

Olá Keila,vi seu comentario no Blog da Martha Medeiros,gostei do seu comentário e adorei seu blog,escreves muito bem.
Bjos e sucesso para ti!
julianaritter1@hotmail.com

João Eduardo Q. C. disse...

Cê quer dar um nó no meu cabeção com esse poema, né Ke? :)

Boa noite de sabado!

João

Bruno disse...

Parabéns amada!!
Como sempre lindos poemas, textos, crônicas e declarações!! rsrs
É mto bom ter vc na minha vidin!
Bjão!

disse...

Juliana:
Te mandei um e-mail agradecendo a visita...fique a vontade quando quiser para visitar novamente...

João...
Num quero dar nó em você, eu mesma me dei...kkkkk

Bru
Meu amado
Obrigada pelas visitas constantes..
Tbm é mto bom ter voce na minha vidin!

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP