22 de ago de 2008

Permissividade

Eu permito que você venha até aqui e vomite o passado
Permito que você me invada até mesmo quando não quero!
Você abusa de mim
Com suas palavras vazias
E seus pensamentos mundanos
Mas não deixa que eu te devolva na mesma moeda
Qual o medo de ouvir verdades e calar mentiras?
Você abusa dos meus sentidos até eu perdê-los
E eu permito porque não sei como não fazê-lo...
E você entra e despeja suas frustrações como se fossem minhas
São suas, todas elas!!
Não tenho nada a ver com isto
E muito menos com você!

3 comentários:

João Eduardo Q. C. disse...

Adorei o passaforão no desinfeliz!

Smack!

João

disse...

Passaforão foi boa, mas é mais poético do que verdadeiro João! hehehehehe


Bjssssss!!!

Quel disse...

Vale por algumas sessões de terapia, mesmo que poético, hehehehe!

Beijos!!

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP