19 de ago de 2008

A pressa e a má digestão

Se for um caminho, é o mais curto
Os passos, os mais rápidos
As decisões, sem pensar
Se for no trânsito, um tumulto
O normal é a pressa
O mundo voa
A informação depois de segundos torna-se obsoleta
E o dia que acaba com você dizendo: "mas já? Segura ai mais meia-hora, ainda nao terminei o que tenho para fazer"
E começa tudo de novo
No mesmo ritmo
No mesmo passo
Passo não, corrida
E quando vê, passou
Passou e você nem viu
Passou o dia lindo
Passou um sorriso que poderia ter ganho
Passou tanta coisa que você não quis ver porque estava com pressa
Pressa de que?
De viver?
Para viver tem que saborear
Sentir cada gostinho
De bom e de ruim
Tem que degustar
Porque má digestão tem aos montes
Mas boa vida, só para poucos!

3 comentários:

Leosoul disse...

A vida, seja ela triste ou alegre é sempre surpreendente.
bjos

Leosoul disse...

O tempo é a substância de que sou feito." Jorge L. Borges
bjos

João Eduardo Q. C. disse...

Gostei da sua blogada. Eu acho difícil falar sobre o tempo; sobre os seus efeitos nas pessoas com sua excassez e sobre sua abundância. Talvez, é porque eu tenho medo da finitude, sei lá. Mas gosto muito de ler o que se escreve sobre ele.

Uma ótima noite!

João Eduardo

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP