7 de dez de 2009

Aquele caderno

Numa folha em branco
Ela lê os mesmos rabiscos
Sim, ela encontra naquela pálida folha rabiscos que só ela entende
É tudo novo, mas os riscos os mesmos
Cada letra, cada palavra, cada minuto
Ela não entende ao certo o que faz ela repetí-los
Mas como no piloto automático, ela repete, repete, repete
Até que decide parar
Respira fundo e começa tudo de novo!
E naquele caderno de folhas brancas com rabiscos velhos
Agora ficam apenas as lembranças

Um comentário:

Maria disse...

As lembranças são o grande conforto da vida, fazem continuar com a gente o que, nem sempre devia mas, já passou...

Meu beijo

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP