12 de jun de 2013

Palavras vazias

" Mentiras sinceras me interessam " sabe que eu nunca entendi esta frase?
Quais mentiras são sinceras e por que existe o interesse em mentiras sinceras?

Eu prefiro a verdade. Dói muitas vezes, mas coloca a gente no eixo.
E gosto de quem se posiciona. De quem sabe o que quer e na hora que quer.
Gosto também dos que falam apenas quando sentem, são raros, mas existem.

Acho que por amar demais a escrita, a palavra e todos os significados que ela tem, acredito muito no que ouço ou leio. Levo a sério. E talvez seja ai o ponto crucial.

Palavras tem força. Podem transformar seu dia. Faz rir. Faz chorar. Faz pensar. Te refaz.

A facilidade da comunicação permite que palavras, como eu te amo, que eram usadas em momentos raros tornem-se de uma insignificância tamanha que o sentido maior fique perdido.

Em todos os meus relacionamentos existe uma frase que digo logo de cara: nunca prometa o que você não pode cumprir. É simples. É claro. É de fácil entendimento. Não sente, não fale. Mas o ser humano normalmente quer ficar bem na foto. Precisa ter aprovação dos outros, fazer parte de alguma tribo e por isto diz o que não sente, sente o que não diz e se arrepende por não ter tido coerência entre os dois extremos.

Tento fazer com que minhas palavras sejam reflexos da minha atitude. Se eu disser: te ligo daqui meia hora, estarei daqui 30 minutos te ligando. Se te disse em algum dia: pode contar comigo, é porque você pode contar comigo. E eu vou acreditar e confiar que você também vai fazer o mesmo, porque este é o meu normal.

Agora se sair da minha boca um eu te amo, sinta-se uma pessoa presenteada. Dei o melhor sentimento para você.

Meu objetivo aqui é comentar sobre a facilidade das palavras amorosas nos dias de hoje e ao mesmo tempo fazer um apelo: vamos repensar no que dizemos? Vamos dizer apenas aquilo que realmente sai do coração? Conseguimos a aprovação das pessoas que nos conhecem ou das que nos reconhecem independente de mentiras sinceras ou falsas esperanças.

Verdade e autenticidade não tiram de ninguém o caráter, ao contrário só fortalece.

Eu quero paz. Eu quero mais. 

3 comentários:

Talita disse...

Eu tento ser bem fiel às minhas palavras também. Aliás, sou muito exata. Se falo, faço e pronto. Mas infelizmente nem todos são assim. Vira e mexe sinto-me chateada com alguém que não cumpre a palavra e olha que não são poucos. A necessidade de ser legal parece superar muitas vezes a vontade de ser sincero. Faço do seu pedido o meu também, que as pessoas valorizem mais as suas palavras.

Laura disse...

Estou boba com o que acabei de ler. Parece que foi escrito por mim. Cacetada! Algumas das coisas aqui escritas eu já falei antes. "Eu te amo" virou coisa banal.
Se me permite, vou copiar trechos e postar no Face (porque se eu postar tudo, o povo não lê e tudo o que está aqui precisa ser lido, por isso será postado em conta-gotas).
Mas darei o devido crédito.
Parabéns pelo texto!
Aliás, cheguei até aqui buscando "palavras vazias" no Google.

:) disse...

Laura, fique a vontade agradeço!

Volte sempre!

Beijos

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP