3 de mar de 2008

"Se não lembro, não fiz..."

Eu não ia postar
Mas como não tive opção
Vou contar uma história sem noção
Num dia, sem data e hora
Uma senhora decidiu beber
Bebia uma taça de champagne atrás da outra
Não sabia mais o quanto havia bebido
Mas alguém a observava
Um senhor fitava todos seus passos
Numa hora de alegria, esta senhora decidiu passar ao lado dele
para dividir elogios
Ela o abraçou
E ele roubou um beijo
Beijo roubado
Selinho estalado
Lembranças apagadas
Até hoje ela não sabe
Se ele a beijou realmente
Ou se diz isto para ela se achar uma bêbada carente
Algo me diz que na mente deste senhor
Nada mais era que uma vontade
De querer viver realmente!

5 comentários:

Anônimo disse...

Olha só, acho que não foi bem assim
mas tudo bem, deixa como esta

João Eduardo Q. C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Eduardo Q. C. disse...

Desculpe, retifiquei meu comentário.

Acho que os dois estão quites. O affairzinho foi consensual e gostoso. Mas não entendi o porque você diz que não teve a opção de não postar esta blogada e nem porque o título da blogada é "Se não lembro, não fiz..."

Bjs,

João Eduardo

Aaa, e vamu que vamu ver nossas televisões escorrendo peçonha logo mais, já que os emparedados vão ser entrevistados hoje.

marcelo disse...

as vezes nossa mente subconsciente pode formular ideias aparantemente malucas, mas que em outros planos, principalmente o astral, podem ter algum vínculo...algum emotividade embutida ou simplesmente um deseo reprimido, ou até mesmo uma emoção sentida....

João Eduardo Q. C. disse...

Ahã, entendi. Obrigado.

Bjs,

João Eduardo

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP