24 de fev de 2008

Um pouco de tudo

Todo mundo tem
Um amor mal resolvido
Uma dor escondida
Contas para pagar
Roupas para comprar
Presente para dar
Um tio chato para te irritar
Um porre de se envergonhar
Um amigo para considerar
Uma historia para contar
Uma conquista para se gabar
Uma família para reclamar
Um bolha no pé de tanto andar
Uma lágrima reprimida no ar...
Uma espinha para apertar
Alguém para encher
Alguém para mexer
Alguém para preencher
Alguém para envelhecer
Uma viagem dos sonhos a fazer
Um curso a realizar
Uma viagem para se recordar
Um mico para pagar
Uma frustração para te desanimar
Vontade daquele doce
ou salgado
Vontade de não trabalhar na segunda-feira
Vontade de ter mais dinheiro
de trabalhar menos
de acordar tarde
jantar cedo
Todos temos um pouco de tudo:
de louco,
de romântico,
de exótico,
de rebelde
somos um pouco de tudo em um só
E todo nós precisamos
De tudo isto para fazer valer
Mesmo que não tenha acontecido

O que queria
Pois a vida não te dá o que você espera
Mas o que você precisa
E o que te faz crescer
Não são as coisas que você tem
Mas o esforço que você teve sobre o que conquistou
Bens materiais, amizades verdadeiras, amores eternos,
Não importa!
O valor está em cada tempo desprendido
Por seu amor investido!

2 comentários:

João Eduardo Q. C. disse...

Oi, Kelly! Obrigado por "cair" lá no meu blog. Já que gostou, então, volte de vez em quando. ;)

Com relação à sua blogada, a gente vai tentando amealhar "um pouco de tudo" pra gente brincar de ser feliz e ver a vida fazer algum sentido. Mas, como você mesma disse, que nem tudo o que a gente espera nos é dado, acredito que é pelo fato de que o que é do meu merecimento, talvez nunca será do seu e vice-versa e não adianta investir tempo e amor, pois se o que almejamos não for do nosso merecimento não adianta esperar.

Tô sendo muito pessimista, né? Acho que é por causa que tô ficando velhinho e rabugento. (kkkkkkkkkkkkkk...)

Bjs,

João Eduardo

João Eduardo Q. C. disse...

Me perdoe, KEILA, pelo Kelly.

Num falei que tô ficando velhinho, rabugento e, agora, trocando até os nomes das pessoas. (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...)

  © Blogger template Werd by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP